Futebol Vítor Pereira revela 'resenha' com Giuliano e Du Queiroz por reserva e substituição

Vítor Pereira revela 'resenha' com Giuliano e Du Queiroz por reserva e substituição

Treinador sacou um meia do time titular e substituiu o outro ainda no primeiro tempo

Lance
Lance

Lance

Lance

Duas atitudes de Vítor Pereira antes e durante a goleada do Corinthians por 5 a 0 sobre a Ponte Preta, neste sábado (12), pela 11ª rodada do Campeonato Paulista, precisaram de uma resenha para serem esclarecidas.

Na escalação inicial, o treinador promoveu apenas uma mudança em relação ao time contra o São Paulo, no último fim de semana, quando o português estreou no comando corintiano: a entrada de Gustavo Mosquito no lugar de Giuliano, um dos cinco reforços badalados anunciados durante o segundo semestre do ano passado. E ainda aos 28 minutos do primeiro tempo o garoto Du Queiroz foi substituído.

Em relação a Giuliano, a escolha foi conversada antes da bola rolar. Vítor afirmou que vê o atleta muito mais atuando pelo meio do que aberto pelo lado direito e que buscaria encontrar o melhor lugar para o camisa 11.

> TABELA - Confira e simule os jogos do Timão no Campeonato Paulista
> GALERIA - Veja todos os técnicos estrangeiros da história do Corinthians

- Eu gosto muito do Giuliano. É inteligente, de toque, mas é muito mais de jogar por dentro do que por fora. Tive uma conversa e ele concordou comigo que era mais um meia com características ofensivas, jogador que sabe tocar, descobrir os espaços. E nas posições dos extremos preciso de verticalidade e jogadores fortes no um contra um, e o Gustavo (Mosquito) tem essas características, e temos alguns para fazer isso. Já conversei com ele (Giuliano) e vou dar oportunidade para todos - destacou Vítor Pereira, também justificando a escolha por Mosquito.

Substituto de Giuliano, Gustavo se destacou na etapa inicial tendo, inclusive, marcado o terceiro gol da goleada por 5 a 0 sobre a Ponte. No entanto, o camisa 19 não voltou para o segundo tempo, sendo substituído por Adson, que anotou o quarto tento corintiano e ainda deu a assistência para o quinto, feito por Gustavo Mantuan, que também saiu do banco de reservas.

Vítor afirmou que a entrada de Adson não foi técnica, mesmo o camisa 28 tendo permanecido em campo, na Arena, durante todo o intervalo aquecendo, mas sim que Mosquito sentiu uma pancada.

- Quero dizer aqui que o Gustavo (Mosquito) saiu porque sentiu uma pancada e ficou com problema. Sentiu que estava limitado e o próprio disse que não estava 100% para ajudar a equipe. Depois optamos pelo Adson, porque é um jogador de drible, um contra um, diferente, mas com a canhota para vir para dentro. Tenho que jogar com alternância de características, gosto de ir alterando durante o próprio jogo. Características diferentes colocam problemas diferentes para o adversário - destacou VP.

No caso de Du Queiroz, o jovem de 22 anos acabou recebendo um cartão amarelo logo aos quatro minutos de jogo, e aos 28 minutos do primeiro tempo Vítor Pereira notou a necessidade do jogador parar algumas situações ofensivas da Ponte Preta com faltas, correndo o risco de deixar o time com um jogador a menos.

O treinador corintiano deixou claro que se o volante fosse um atleta de mais experiência poderia deixá-lo em campo, mas que não quis arriscar.

- Já tive uma resenha com ele. O Du é jovem, naturalmente que o primeiro amarelo muito cedo condicionou (a substituição). Jogador na posição que ele joga precisa da falta tática, precisa muitas vezes parar o contra-ataque adversário e naturalmente um jogador jovem como ele, que está em um processo de desenvolvimento e aprendizagem, fosse parar uma jogada ou outra de contra-ataque, que não fosse possível parar na raiz. Não podemos correr o risco de ficar com um jogador a menos cedo no jogo, custa. Já lhe pedi desculpas, mas ele tem que entender. Se fosse um jogador mais experiente, com um bocadinho mais de maturidade tática... mas o Du (Queiroz) é jovem, e é natural que um lance qualquer para parar contra-ataque tome o segundo amarelo, e eu não posso correr esse risco

Substituto de Du Queiroz, o colombiano Cantillo foi fundamental para as construções ofensivas corintianas, iniciando a jogada do segundo gol, marcado por Paulinho, e quarto, anotado por Adson.

Neste domingo (13), dia seguinte à goleada sobre a Ponte Preta, o elenco corintiano ganhará folga. Já na segunda-feira (14) os atletas voltam aos treinamentos visando o duelo contra o Palmeiras, na quinta-feira (17), às 20h30, em jogo atrasado da sexta rodada do Paulistão, no Allianz Parque.

Últimas