Vasco vence Oriente Petrolero e garante vantagem na Sul-Americana

Após a vitória por 1 a 0, com gol de Cano, Cruz-maltino precisa apenas de um empate na Bolívia para se classificar e seguir adiante no torneio continental

Cano comemora gol que deu a vitória ao Vasco na Sul-Americana

Cano comemora gol que deu a vitória ao Vasco na Sul-Americana

Lance

Embalado pela torcida que lotou São Januário, o Vasco venceu o Oriente Petrolero por 1 a 0 e garantiu uma boa vantagem para o jogo de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana. Germán Cano, novo artilheiro da Colina, marcou o gol da vitória da equipe de Abel Braga que, enfim, saiu aplaudido.

O Vasco volta a encarar o Oriente Petrolero no próximo dia 19, quarta-feira, no jogo de volta da primeira fase da Sul-Americana, no estádio Ramón Tahuichi. Com o resultado, o Cruz-maltino vai para Bolívia com a vantagem do empate para se classificar.

Gol do artilheiro
O Vasco buscou pressionar o Oriente Petrolero logo no começo da partida. Abel Braga promoveu mudanças no meio-campo e entrou com Andrey e Marcos Jr, dando mais criação para equipe. Logo aos 11 minutos, Pikachu cobrou um escanteio venenoso e Marrony testou para o gol, assustando o goleiro Banegas. O Cruz-maltino continuou atacante e a pressão deu resultado. Aos 19, Talles Magno fez boa jogada pela ponta direita e cruzou para Germán Cano. O argentino, em posição de impedimento, não perdoou e empurrou para o fundo do gol. Vale lembrar que o VAR não foi liberado para a primeira fase da Sul-Americana. Por isso, o gol do novo artilheiro da Colina foi validado.

Pressão vascaína
Após sair na frente do placar, o Vasco ganhou confiança e continuou buscando o ataque para ampliar o placar. Os laterais apareciam bem para apoiar o sistema ofensivo da equipe e o Cruz-maltino quase fez o segundo com Pikachu. Aos 27, o lateral-direito apareceu como elemento surpresa e chutou cruzado, forte, tirando tinta da trave. Aos 37, Marrony fez boa jogada individual pela direita e chutou com curva, buscando o ângulo, mas Banegas salvou a pátria do time boliviano. A equipe de Abel Braga foi para o vestiários aplaudida pela torcida após os melhores 45 minutos na temporada.

Faltou pontaria
O Vasco voltou com muita vontade na segunda etapa e só não ampliou o placar pela falta de pontaria de seus jogadores. Logo aos 4 minutos, Marrony lançou Pikachu e o lateral deixou Marcos Jr com o gol livre para marcar. O meia chutou desequilibrado e perdeu uma chance inacreditável. O Cruz-maltino seguiu pressionando, mas a trave boliviana estava disposta a evitar o segundo gol do jogo. Aos 26, Pikachu cobrou escanteio, e Werley completou com o pé direito, acertando o travessão. Na sequência, de cabeça, Marcos Júnior também acertou o travessão pegando o rebote. O Cruz-maltino passou a controlar a partida com posse de bola e garantiu uma boa vantagem para partida de volta até o apito final.

VASCO 1 X 0 ORIENTE PETROLERO
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 05 de fevereiro de 2020, às 21h30
Árbitro: Augusto Aragon (EQU)
Assistentes: Dennys Guerrero (ECU) e Juan Aguiar Ramos (EQU)
Cartão amarelo: Franco; Olguín (OPE) Andrey; Talles Magno (VAS)
Público e renda: 18.105 presentes / R$ 721.091
GOL: Germán Cano 19' 1ºT (1-0)
VASCO: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Werley, Leandro Castan e Henrique; Marcos Jr (Juninho 30' 2ºT), Andrey, Raul; Talles Magno, Marrony (Vinícius 22' 2ºT) e Germán Cano. Técnico: Abel Braga.
ORIENTE PETROLERO: Banegas; Widen Saucedo, Gustavo Olguin, Daniel Franco e Alan Mercado (Navarro 36' 2ºT); Norberto Palmieri, Daniel Rojas,Pozo e Óscar Salinas (Héctor Sánchez 22' 2ºT); Salvatierra (Gutiérrez 8' 2ºT) e Marcos Bueno. Técnico: Pablo Sánchez.

Agora vai? Confira motivos para acreditar que Neymar levou jeito