Futebol Variação cambial faz valor de venda de Pedrinho subir em R$ 10 milhões

Variação cambial faz valor de venda de Pedrinho subir em R$ 10 milhões

Entre o dia 11 de março e a última terça-feira, o valor do euro aumentou aproximadamente R$ 0,54, o que de certa forma beneficia  cofres do Timão

Lance
Lance

Lance

Lance

A pandemia de coronavírus provocou a paralisação de inúmeros setores da sociedade mundial e a economia brasileira tem sofrido as consequências, como a desvalorização do real. No entanto, há clubes que sairão em vantagem, como é o caso do Corinthians, que vendeu Pedrinho ao Benfica por 20 milhões de euros e vê o valor convertido aumentar a cada subida da moeda europeia.

Leia mais: Torcedores sofrem sem futebol: 'Sinto falta até de xingar o juiz'

E esse aumento é significativo, na casa de mais de R$ 10 milhões em pouco mais de um mês e meio. O período compreendido é entre o dia 11 de março, quando foi anunciada a venda ao clube português e a última terça-feira, data do fechamento desta reportagem. A variação entre esses 44 dias foi de cerca de R$ 0,54, ou seja, o euro que custava R$ 5,42 passou a custar R$ 5,96.

A partir daí é só fazer a conta: multiplicar os 20 milhões de euros pelo valor da moeda europeia em real em cada um dos dias citados acima. Em 11 de março, dia que o negócio foi divulgado, Pedrinho custava R$ 108,5 milhões, já em 28 de abril o meia-atacante passou a custar, na moeda brasileira, R$ 119,2 milhões, ou seja, R$ 10,7 milhões a mais do que há um mês e meio.

Essa análise pode ser feita ainda pois o Benfica não pagou o Corinthians pela transação. Na época ficou acordado que o o clube português faria o pagamento em quatro parcelas, sendo a primeira em julho deste ano. No entanto, os dirigentes do Timão solicitaram o depósito adiantado de parte do valor para ajudar durante esse período de paralisação no futebol.

O Benfica aceitou adiantar essa parcela e segundo declarações recentes de Andrés Sanchez na mídia, o dinheiro já era para ter caído nos cofres corintianos, porém na Europa os clubes também estão sendo afetados pelas consequências da pandemia de coronavírus, e os tão esperados euros devem demorar um pouco mais para chegar ao Brasil, o que tem sido compreendido por parte do time brasileiro, que não duvida que em breve tudo será acertado.

Veja também: Orçamento alto do Flamengo se traduz em títulos para o clube

Vale lembrar que o Corinthians fica com 70% do valor total da venda e os 30% restantes ficam com Pedrinho e seu empresário. Sem contar o bônus de 2 milhões de euros (R$ 11,9 milhões) que o Timão ainda pode receber caso o meia-atacante atinja algumas metas enquanto jogar em Portugal. Com a paralisação dos campeonatos, pode ser que ele não atue mais pelo Alvinegro, mas não há data determinada para o jogador se apresentar ao novo clube.

Como não é segredo, o Corinthians passa por dificuldades financeiras, agravadas pelas consequências da pandemia de coronavírus, principalmente por contas de TV que não foram pagas, pelo risco de adiamento nas verbas de patrocínio e a até pela inadimplência de sócios-torcedores. Sendo assim, o dinheiro da venda de Pedrinho vai ajudar a desafogar algumas contas do clube, especialmente o pagamento da folha salarial, que não será reduzida.

Memes: falta de futebol deixa internautas 'doentes' de saudades

Últimas