Futebol Vão sair? Corinthians define futuro de Fagner, Rafael Ramos e Bidu

Vão sair? Corinthians define futuro de Fagner, Rafael Ramos e Bidu

Nova diretoria planeja reformulação profunda nas laterais da equipe para a próxima temporada; veja o que deve ocorrer

Lance

JORGE RODRIGUES/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO - 29/11/2023

Com a missão de montar uma equipe competitiva, a nova diretoria do Corinthians iniciou o planejamento esportivo para a próxima temporada, e definiu a situação de três laterais do elenco: Fagner, Rafael Ramos e Matheus Bidu. O clube alvinegro vive momento de reconstrução após a eleição de Augusto Melo e deve fazer mudanças drásticas em seu plantel. 

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu Whatsapp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

No caso de Fagner, apesar das atuações abaixo da média, a cúpula corintiana estipulou que não vai negociar Fagner nesta janela, que tem vínculo com o clube até dezembro de 2024. O Técnico Mano Menezes acredita que pode recuperar a forma física do jogador e, consequentemente, seu futebol.

Além do voto de confiança do comandante, pessoas próximas ao presidente Augusto Melo enxergam o camisa 23 como um atleta que possui "a cara do que é ser Corinthians".

RAFAEL RAMOS

Presente em apenas sete partidas do clube na temporada, Rafael Ramos tem contrato até junho de 2024, mas não está nos planos da comissão técnica, e deve ser negociado nesta janela de transferências. Alguns clubes vem monitorando a situação do português e devem apresentar proposta ao Timão nos próximos dias.

Com a provável saída de Bruno Méndez, que atuou improvisado no setor e não deve ter o vínculo renovado, e a inexperiência de Léo Mana, o plano da diretoria é ir ao mercado e contratar um lateral-direito para fazer "sombra" e disputar posição com Fagner.

MATHEUS BIDU

O desempenho de Bidu, que dividiu a lateral-esquerda com Fábio Santos ao longo da temporada, não agradou a nova diretoria.

A chegada de Hugo, além da contratação de um novo nome para a posição - prometido por Augusto Melo - devem fazer com que o jogador, que tem acordo válido até o final de 2025, seja emprestado.

Matías Viña, cedido pela Roma ao Sassuolo, da Itália, foi oferecido ao Corinthians e agrada Mano Menezes. Contudo, a operação pelo uruguaio ex-Palmeiras é vista como cara pela diretoria, que estuda a chegada de um titular para assumir o posto de Fábio Santos, que anunciou sua aposentadoria.

São Paulo é o maior campeão do Brasil, e Flu busca título inédito; veja os vencedores do Mundial

Últimas