Futebol Sócios do São Paulo rejeitam propostas de mudanças no estatuto

Sócios do São Paulo rejeitam propostas de mudanças no estatuto

Por 818 votos a 506, associados do Tricolor rejeitaram as alterações no estatuto do clube neste domingo (23)

Lance
Sócios rejeitam as alterações no estatuto do clube

Sócios rejeitam as alterações no estatuto do clube

Lance

A reforma estatutária do São Paulo não vai acontecer. Por 818 votos a 506, além de cinco abstenções, os associados do Tricolor rejeitaram as alterações no estatuto do clube. A votação aconteceu neste domingo (23). Ela era o último passo para a confirmação do novo estatuto, que já havia sido aprovada pelo Conselho Deliberativo.

A votação ocorreu entre 9h e 17h. O processo foi realizado nos Ginásios G1, G2 e G3, além dos drive-thrus instalados nos portões 12, 14 e 17. Na cédula de votação, os associados tinham as opções "Sim" (para aprovação da proposta), "Não" (para rejeição da proposta) e Abstenção.

Julio Casares, presidente do São Paulo, falou sobre o resultado da votação em suas redes sociais. Ele era um dos principais entusiastas da reforma estatutária.

— Como sempre em minha vida, saúdo a democracia. A reforma estatutária proposta por um grupo de 82 conselheiros não foi aprovada hoje na Assembleia Geral. Ou seja, deve-se seguir a vontade do sócio, sem que seja feita recontagem de votos ou impetradas ações na Justiça — isso sim seria uma tentativa de golpe. Parabenizo a todos que lutaram por seus ideais nas últimas semanas — com respeito, todas as opiniões são bem-vindas. Seguimos em frente o nosso trabalho, com muito afinco e acreditando no fazer o melhor para o nosso São Paulo Futebol Clube — escreveu.

— O São Paulo Futebol Clube ressalta que todo o processo foi desenvolvido com base em princípios democráticos, valorizando a participação dos associados nas decisões que envolvem o futuro do Clube. O respeito à democracia seguirá sendo um pilar para processos futuros, sempre em prol da melhoria do São Paulo — escreveu o São Paulo em seu site oficial.

As alterações no estatuto do clube foram votadas no Conselho Deliberativo em dezembro. Nela, os conselheiros aprovaram, entre outros tópicos, a reeleiçâo para presidente do São Paulo. Na ocasião, a votação, apesar de ter sido online, teve protesto dos torcedores no Morumbi.

Legado da Copinha: as joias que podem pintar no Paulista e Carioca

Últimas