Futebol Sem vacina, Kimmich tem sequela da Covid e não atua mais neste ano

Sem vacina, Kimmich tem sequela da Covid e não atua mais neste ano

Meio-campista do Bayern de Munique sofre com uma infiltração no pulmão e foi liberado após três semanas de quarentena

Lance
Joshua Kimmich, do Bayern de Munique, não tomou vacina contra a Covid-19

Joshua Kimmich, do Bayern de Munique, não tomou vacina contra a Covid-19

Lance

Joshua Kimmich, meia do Bayern de Munique, sofre com as sequelas da Covid-19 e não entrará em campo pelo clube em 2021. Nas redes sociais, o atleta afirmou que está com um problema nos pulmões, mas que está feliz pelo fim do período de três semanas de quarentena.

"Estou bem e ontem deixei o largo período de quarentena. Desejo voltar a me pôr em forma e estar com a equipe. No entanto, tenho que ser paciente, já que não posso submeter meu corpo a tanta carga devido a uma ligeira infiltração nos pulmões. Verei as três partidas que restam neste ano do sofá e logo voltaremos a atacar em janeiro", disse o jogador.

O atleta tem sido motivo de polêmica nas últimas semanas por declarar publicamente que não havia se vacinado contra a Covid-19. Em razão da ausência de Kimmich nos jogos, por ter de ficar isolado devido à doença, o Bayern decidiu cortar parte do salário do jogador.

O clube bávaro retorna a campo neste sábado para encarar o Mainz e ainda tem compromissos marcados contra o Stuttgart e o Wolfsburg. Em janeiro, a equipe volta a atuar pela Bundesliga diante do Hertha Berlin, no dia 7 de janeiro, e Kimmich deve estar apto a participar.

Consagrados técnicos brasileiros estão desempregados; relembre

Últimas