Saudades, Nação? Flamengo vive seu maior intervalo sem jogos nos anos 2000

Por conta da pandemia do coronavírus, o futebol brasileiro está paralisado e o Rubro-Negro não entra em campo desde o dia 14 de março. São 60 dias sem ver o Flamengo jogar

Lance

Lance

Lance

A Nação está com saudades de ver o Flamengo em campo. Afinal, nesta quarta, completam-se 60 dias da última partida do time de Jorge Jesus. Foi no dia 13 de março, contra a Portuguesa pelo Campeonato Carioca já no vazio Maracanã por conta do coronavírus. Com o agravamento da situação no país, o futebol está paralisado desde então e o Rubro-Negro vive seu maior intervalo sem jogos nos anos 2000. E, por ora, não há perspectiva de que a bola volte a rolar logo.

Nestes últimos meses, o departamento médico do Flamengo empenhou-se em avaliar os cenários e estudar as alternativas, e o clube se vê preparado para retornar aos treinos no CT do Ninho do Urubu, respeitando os protocolos de segurança e de combate à Covid-19. Contudo, é preciso a autorização dos órgãos governamentais e de Saúde para que as atividades sejam retomadas.

A
té esta situação atípica, causada pela pandemia, o maior período sem partidas do Flamengo desde 2000 havia sido entre 17 de novembro de 2002 e 12 de janeiro de 2003. 56 dias separaram o empate em 2 a 2 com o Guarani, pelo Brasileiro, e a vitória por 2 a 0 sobre a Seleção de Resende, em jogo amistoso.

É justamente neste hiato entre o fim de uma temporada e o início da seguinte, com o Campeonato Carioca ou jogos preparatórios, que a Nação costuma ficar mais tempo sem ver o time do Flamengo entrar em campo e a saudade bate.