Futebol Santos prepara protocolo de segurança para retorno de atividades

Santos prepara protocolo de segurança para retorno de atividades

Peixe trabalha em cima de modelo utilizado por equipes da Europa que já retornaram aos treinamentos

Lance
Lance

Lance

Lance

Com previsão de retorno das atividades no dia 4 de maio, o Santos tem trabalhado na montagem de um protocolo de prevenção ao contágio do coronavírus. O modelo alinha-se ao formato utilizado por clubes europeus que já retomaram os seus trabalhos, como Bayern de Munique, Schalke 04, Napoli e etc. A ideia é que, tanto a CBF, quanto a Federação Paulista de Futebol também sigam essas medidas.

A FPF já se posicionou pela continuidade do Paulistão, decisão que contou com o apoio da diretoria santista, conforme antecipou o LANCE!. Esse retorno ainda não tem data prevista, mas a entidade deixou claro em videoconferência no dia 15 de abril, com a presença dos presidentes de todos os clubes da Série A1 do Estadual, que adotará regulamentações de segurança.

Por sua vez, a CBF ainda não definiu data certa para o retorno da Copa do Brasil, que foi paralisada, e o início do Brasileirão, previsto de forma inicial no calendário brasileiro para o dia 2 de maio.

Higienização e testes

Visando seguir os modelos internacionais, o Peixe precisará providenciar uma cabine de higienização, produto desenvolvido para desinfetação de lugares com fluxo de pessoas e aprovado em diversos países. Todas os envolvidos terão que passar pelo local, tanto na chegada, quanto na saída do CT. O ambiente será desinfetado diariamente, antes e após as atividades.

Além disso, o clube providenciará testes de COVID-19 para todos os envolvidos nos treinamentos, que serão feitos no retorno e prosseguirão periodicamente.

Apenas quatro jogadores poderão treinar ao mesmo tempo, em local aberto de 10.000m², respeitando uma distância de 20m, obrigando um revesamento de atletas por dia/período. Além deles, somente o treinador (ou determinado responsável técnico) e os encarregados pela desinfetação poderão fazer-se presente. Todos eles deverão comprometer-se em respeitar o protocolo de higienização e levar os seus próprios objetos pessoais, como garrafas de água e toalhas.

Protocolo

A recomendação é que os participantes se encaminhem ao local de treinamento sozinho em seus veículos e sem escalas. A tendência é que o clube disponibilize transporte seguro aos que não possuem automóvel próprio.

Na chegada ao CT, a orientação é não carregar objetos pessoais, como relógio e celular. Será feito, posteriormente, um teste de temperatura, além da passagem pela cabine de higienização, já citada.

A partir daí, jogadores e responsável técnico vestirão luvas que serão retiradas apenas ao fim da atividade. Para deixar o Centro de Treinamentos, o procedimento será o mesmo da entrada.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini

Últimas