Futebol Santos consegue liberar bloqueio da Doyen e negocia dívida de impostos

Santos consegue liberar bloqueio da Doyen e negocia dívida de impostos

Peixe deve 15 milhões de Euros para o fundo de investimentos. Presidente Andrés Rueda afirmou também que o clube não pagava impostos desde 2019

Lance
Lance

Lance

Lance

O Santos conseguiu liberar parte das receitas bloqueadas pela Doyen na Justiça. A informação foi revelada pelo presidente Andrés Rueda, em entrevista ao programa Baixada Esporte, da TV Santa Cecília, nesta quinta.

Confira a classificação atualizada do Campeonato Paulista

O Peixe não pagou a última parcela do acordo com o fundo de investimento em setembro de 2019. A parcela era de 5 milhões de euros e a multa pelo atraso era de 10 milhões de Euros. Na cotação atual, o valor é de cerca de R$ 100 milhões.

- Eles conseguiram bloquear todos os recebíveis do clube. Na sexta, o juiz liberou 85% dos valores para o Santos. Estamos entrando pesado tanto na esfera jurídica quanto tentando um acordo. A gente xinga a Doyen, xinga o credor, mas a gente deve. Gostem ou não, fizeram um acordo. Estamos brigando. A multa é abusiva, devemos, vamos colocar um multa real e vamos colocar uma forma de pagamento. Se tudo for desviado para isso eu no consigo pagar salários, impostos - afirmou Rueda.

O presidente também confirmou que o Santos no pagava impostos desde 2019 e revelou que a dívida acumulada só com a União estava na casa dos R$ 60 milhões.

- Imposto no estava sendo pago desde 2019. Isso é crime. INSS precisa ser recolhido. A gente entrou na receita, estamos sentando para ver se conseguimos uma renegociação. Essa brincadeira estamos falando em R$ 60 milhões de reais. Quase vira um Profut 2. É uma situação delicada. Só se resolve com trabalho. Tem solução, arregaçar as mangas e trabalhar - completou.

Últimas