Santos chega à Vila embaixo de protestos e sal grosso para enfrentar o Furacão

Peixe não vence há seis partidas, e torcedores estão irrtados com sequência negativa

Lance

Lance

Lance

O Santos não vence há seis partidas, e chegou ao confronto diante do Atlhetico-PR, neste domingo (16), às 19h45, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro sob forte pressão da torcida para reverter a má fase.

Próximo a uma das entradas do estádio, torcedores escreveram no chão a frase “sai zika” utilizando sal grosso. Próximo ao horário de chegada do ônibus que trazia a delegação santista, um grupo de torcedores protestaram contra a série de resultados adversos, cobrando a conquista dos três pontos pelo Peixe, contra o Furacão, e também a aparição do presidente José Carlos Peres, alvo de diversos processos por parte da diretoria há cerca de um mês.

A última vitória do Alvinegro Praiano aconteceu no dia 10 de março, diante do Delfin (EQU), pela segunda rodada do grupo G da Copa Libertadores da América, na Vila Belmiro. Desde então, foram seis jogos (um pré-quarentena e cinco pós), com dois empates e quatro derrotas, uma delas, por 3 a 1 para a Ponte Preta, no estádio Urbano Caldeira, no dia 30 de julho, culminou na eliminação santista nas quartas de final do Campeonato Paulista, e consequentemente na demissão do técnico Jesualdo Ferreira e do superintendente de futebol William Thomas, que por não concordar com a decisão, solicitou o seu desligamento.