Futebol Retrospectiva LANCE!: a temporada dos goleiros do Flamengo

Retrospectiva LANCE!: a temporada dos goleiros do Flamengo

Diego Alves, Gabriel Batista e Hugo Souza defenderam a meta rubro-negra ao longo de 2021 e continuarão no Flamengo na próxima temporada

Lance
Lance

Lance

Lance

A temporada 2021 se encerrou, e o LANCE! publica, a partir desta segunda-feira, uma retrospectiva do Flamengo, relembrando os feitos e os destaques do Rubro-Negro ao longo da temporada. Nesta primeira parte, o material é a respeito das participações dos goleiros: Diego Alves, Hugo e Gabriel Batista.

Quem mais defendeu a meta do Flamengo foi Diego Alves: 45 jogos. O camisa 1 foi mais atuante em relação à temporada anterior, quando fez 29 partidas, mas voltou a sofrer com lesões e problemas físicos. Foi assim na reta final de 2021.

Dos 13 compromissos do time em novembro e dezembro, o goleiro esteve à disposição e foi titular em cinco. Nos mata-matas, Diego Alves manteve o histórico positivo, sendo decisivo, por exemplo, no título da Supercopa do Brasil. Na disputa por pênaltis, pegou duas das três cobranças desperdiçadas pelo Palmeiras, e o Flamengo conquistou o bi da Copa após o empate em 2 a 2.

O camisa 1 também teve papel importante na campanha da Libertadores, especialmente nos confrontos com o Barcelona (EQU), nas semifinais. No Brasileirão e na Copa do Brasil, contudo, viveu momentos de baixa, como na goleada para o Internacional e para o Athletico, ambas sofridas no Maracanã.

O contrato do goleiro - que se encerraria no próximo dia 31 - foi renovado pela diretoria por mais uma temporada. Assim, Diego Alves iniciará 2022 como titular do Fla, mas a disputa está em aberta com Hugo Souza, cria do Ninho.

Hugo Souza

Hugo Souza

Lance

Hugo Souza em ação pelo Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

A temporada também foi de altos e baixos para Hugo. Após jogo do Brasileirão em dezembro, o próprio camisa 45 admitiu que cometeu "falhas dentro e fora de campo" - o que comprometeu sua sequência após terminar o campeonato anterior como titular e tornar-se o goleiro mais jovem a ser campeão no clube.

Assim, após disputar cinco jogos entre 19 de março e 4 de maio, Hugo passou a ser terceira opção no Flamengo, voltando a atuar apenas na reta final do Brasileirão: foram oito partidas (sete como titular) entre 11 de novembro e 9 de dezembro. As boas atuações e a consciência dos erros cometidos dão motivos para acreditar que, em 2022, o promissor goleiro corresponde às expectativas.

Neste período em que Hugo perdeu espaço, Gabriel Batista foi quem substituiu Diego Alves. Ao todo, o camisa 22 - também formado no Ninho do Urubu - fez 15 jogos no ano (seis no Carioca, cinco no Brasileirão, dois na Copa do Brasil e dois na Libertadores). Aos 23 anos, não teve atuações que comprometessem resultados, tampouco mostrou condições para entrar na briga pela titularidade.

Confira os números dos goleiros do Flamengo na temporada de 2021*:

DIEGO ALVES
49 Jogos (33V/6E/10D) - 45 Gols sofridos

GABRIEL BATISTA
15 Jogos (8V/6E/1D) - 12 Gols sofridos

HUGO SOUZA
13 Jogos (7V/4E/2D) - 13 Gols sofridos

*Números não contam a reta final da temporada de 2020, que foi finalizada em fevereiro de 2021 por conta das mudanças no calendário devido à Covid-19.

Últimas