Futebol Renato Augusto volta a atuar por 90 minutos e deve ser trunfo do Corinthians na Copa do Brasil

Renato Augusto volta a atuar por 90 minutos e deve ser trunfo do Corinthians na Copa do Brasil

Camisa 8 foi um dos destaques do Timão no Dérbi e pode resolver os problemas de criação da equipe na decisão contra o Atlético-GO

Lance
Lance

Lance

Lance

Das poucas coisas positivas que o Corinthians teve na derrota por 1 a 0 diante do Palmeiras, pela 22ª rodada do Brasileirão, a presença de Renato Augusto foi uma delas. O veterano meia voltou a figurar entre os titulares e foi um dos destaques da equipe no Dérbi

+ GALERIA - Erro de Fagner custa caro em Dérbi; veja nota dos jogadores do Timão

O camisa 8 não apenas iniciou sua primeira partida no onze inicial após a lesão na panturrilha, ele atuou os 90 minutos do Dérbi, algo que não acontecia desde o empate por 1 a 1 com o São Paulo, pela sétima rodada do Brasileirão, no dia 22 de maio.

Ele esteve fora dos gramados desde o dia 19 de junho, quando o Corinthians venceu o Goiás, na Neo Química Arena, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Referência técnica da equipe, Renato deu outra dinâmica ao meio-campo do Timão no clássico contra o Palmeiras, e mostrou qual pode ser o caminho contra o Atlético-GO, na Copa do Brasil.

+ TABELA - Dérbi definiu o Brasileirão? Simule os jogos do campeonato

O meia de 34 anos completou 45 dos 50 passes tentados no Dérbi, e dois deles resultaram em assistências para finalizações de outros companheiros, segundo o Footstats.

Ainda de acordo com o site de estatísticas, ele realizou quatro chutes na partida, sendo dois no gol de Weverton, e conseguiu três desarmes e três cruzamentos certos.

Renato Augusto foi o meia mais avançado do esquema de Vítor Pereira, e a liberdade para circular no setor foi o que lhe permitiu ter espaço para realizar seus característicos chutes de longa distância.

Apesar de terminar a partida em campo, o próprio meia admitiu que a ideia estabelecida entre ele e a comissão era jogar cerca de 70 minutos para controlar a carga física, especialmente após um longo de período de inatividade.

>>> Assine o Premiere no Prime Video e acompanhe todas as emoções do seu clube no Brasileirão<<<

Antes da partida contra o Avaí, onde entrou no segundo tempo e cobrou o escanteio para o gol de empate de Balbuena, ele havia alertado que precisará de tempo em campo para retomar a frequência de partida e se adaptar ao atual modelo de jogo.

Como a equipe estava perdendo o clássico e Renato era um dos atletas mais lúcidos em campo, Vítor Pereira seguiu com o veterano em campo, que terminou a partida sem problemas físicos.

- A ideia inicial era jogar algo em torno de 60, 70 minutos, como progressão de carga. Fiz 20, 25 minutos no primeiro jogo, depois mais 45, mas o jogo acaba pedindo uma outra situação e acaba que você tem que se doar um pouco mais. Acabei fazendo os 90 minutos, mas o importante é que me senti bem - explicou Renato na zona mista após o clássico.

Mesmo extrapolando a minutagem combinada com a comissão técnica, Renato Augusto deve voltar a ser titular na quarta-feira (17), quando o Corinthians recebe o Atlético-GO.

O Dragão venceu o primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil por 2 a 0. Uma vitória corintiana por dois gols leva a decisão aos pênaltis.

Últimas