Futebol Reformulação do São Paulo acabou? Ceni diz que não e ainda espera pela chegada de mais reforços

Reformulação do São Paulo acabou? Ceni diz que não e ainda espera pela chegada de mais reforços

Pelo menos mais dois atacantes e um lateral-esquerdo estão na lista do treinador

Lance
Lance

Lance

Lance

O São Paulo é o grande clube paulista que mais contratou reforços (seis nomes) e mais viu jogadores saírem (12 ao todo). Mesmo assim, a reformulação parece hestar longe de acabar. Quem assegura é o técnico Rogério Ceni, que em entrevista concedida nesta sexta-feira (13), no CT da Barra Funda, apontou que aguarda pela chegada de mais três reforços.

- Ainda faltam algumas peças, sem dúvida nenhuma. Temos a carência na lateral esquerda. Com a saída de Reinaldo, não encontramos peça de reposição. Estamos trabalhando Liziero na função, mas é um jogador com características distintas. O substituto de Calleri ainda é uma peça que procuramos, além de um jogador de velocidade. Com mais três, peças talvez consigamos fazer um time mais equilibrado e que possa competir muito próximo dos melhores que há no Brasil.


+ Veja quanto os times brasileiros recebem dos patrocinadores master
+ Confira as principais negociações do futebol nacional no Mercado da Bola do L!


A possibilidade de sair no mercado atrás de um lateral-esquerdo já havia sido levantada pelo diretor de futebol Carlos Belmonte, à 'ESPN'.

- A outra posição que estamos adaptando e vamos avaliar muito agora ao longo do Campeonato Paulista é a lateral-esquerda porque nós tínhamos o Welington e o Reinaldo, o Reinaldo saiu, o Welington deve começar a temporada como titular e estamos readaptando o Liziero, que jogou na base do lado esquerdo, de ala e até de lateral algumas vezes, mas não é uma readaptação fácil para um jogador que está jogando a muito tempo no meio. Essa posição vamos analisar agora, o Liziero, o próprio Patryck, do sub-20, que está na base e é seleção há muito tempo, também vamos fazer uma avaliação. São as duas posições, hoje, que a gente tem olhado mais. Nas demais, a gente acredita que está com o elenco praticamente fechado para essa temporada. Claro que, se no meio do ano tivermos saídas, teremos que ter reposições - avaliou o dirigente

Entre algumas das peças sonhadas pelo treinador, não há novidades. O nome de David, atacante que faz as vezes de ponta e trabalhou com Ceni em Cruzeiro e Fortaleza, foi comentado por ele.

- Muito se fala que eu estou pedindo (o David). Eu coloquei ele para jogar no Cruzeiro, no Fortaleza. E preciso de um jogador com as características dele. Gostaria de contar com ele, mas se a direção encontrar uma solução mais barata, fica a critério dela.

- Se o Lucas Moura quiser vir pelos mesmos valores que o David, nós aceitamos - brincou Ceni.

David - Internacional

David - Internacional

Lance

David é um xodó de Ceni (Foto: Divulgação)

INTER TRAVA NEGOCIAÇÃO E TRICOLOR GANHA CONCORRÊNCIA

Segundo Belmonte, o Tricolor está em vias de desistir oficialmente da negociação por David por conta da dificuldade imposta pelo Internacional.

- Chegamos no nosso limite em relação ao Internacional, que tem todo o direito de fazer a pedida que quiser para o atleta, que é deles. Fizemos o que é dentro das nossas possibilidades. A proposta está na mesa - apontou.

Para piorar ainda mais o cenário ao clube do Morumbi, um concorrente apareceu. O Bragantino apareceu e teria feito proposta oficial ao Colorado para ter David em definitivo. Segundo a imprensa gaúcha, o negócio poderia superar R$ 10 milhões.

Xodó do treinador dos tempos de Cruzeiro e Fortaleza, o jogador é tido como imprescindível para os planos de Ceni neste ano. Seja por ser fã de seu estilo de jogo, seja pela polivalência. Centroavante de origem, ele pode fazer as pontas quando necessário.

Nos corredores do Morumbi, o sentimento é de que o negócio aconteceria mais fácil. O atacante tem 38 jogos no último ano pelo clube gaúcho, com apenas dois gols marcados. Não vai às redes desde junho.

Mas o Tricolor encontrou resistência. E por motivos extracampo. Há mágoas internas no Inter. Primeiro pelo fato do São Paulo ter atravessado as negociações por Nikão no início do ano passado. O Colorado tinha tudo acertado com o ex-Athletico-PR, hoje já emprestado ao Cruzeiro.

Depois, o Inter tinha esperanças de que o São Paulo lhe ajudaria a chegar a um acordo com o meia Igor Gomes, que acabou acertando o seu futuro com o Atlético-MG.

Diante disso, o Colorado resolveu endurecer as coisas para o Tricolor. Além do pagamento integral dos salários de David, o clube exige também o pagamento de um valor para a liberação do jogador por empréstimo de uma temporada, como querem os paulistas.

O São Paulo chegou a encerrar as conversas na última semana, por não concordar com as condições. Mas há uma insistência de Ceni com o nome do atleta e uma carência no elenco. Das 12 saídas confirmadas para esta temporada do elenco do ano passado, estão os centroavantes Éder e Bustos, o que deixa o clube sem opções para a reserva de Calleri, sem contar com as opções vindas de Cotia, como Maioli.

Motivos que manterão o Tricolor no mercado, justamente atrás dessa opção para a reserva de Calleri.

- Se não for o David, essa é uma posição que a gente acha que precisa de mais um atacante, um atacante com força porque a gente tem Calleri. Apesar de o David não ser centroavante, o Rogério colocou que na eventualidade da saída ou da ausência do Calleri, ele conseguiria adaptar o nosso formato de jogo com o David mais à frente. O David é, sim, um desejo da gente, mas se não der, achamos que precisamos de mais um centroavante, com as características parecidas com às do Calleri, um jogador que segura muito a bola, que retém, que dá tempo dos nossos jogadores se adaptarem - completou Belmonte.

> Confira jogos, classificação e simule os resultados do Paulistão-23

Últimas