Futebol Quarteto Fantástico? Confira as habilidades dos 'novos heróis' do Corinthians

Quarteto Fantástico? Confira as habilidades dos 'novos heróis' do Corinthians

O LANCE! entrou na brincadeira e comparou as características das grandes contratações do Timão na temporada com os personagem da Marvel

Lance
Lance

Lance

Lance

A torcida do Corinthians está eufórica com a possibilidade de ver as quatro principais contratações do clube na temporada atuando juntas pela primeira vez. Giuliano, Renato Augusto, Róger Guedes e Willian foram relacionados para o duelo contra o América-MG, neste domingo (19), contra o América-MG, às 18h15, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Neo Química Arena.

A expectativa é tão grande que para muitos da Fiel Torcida o grupo de jogadores é uma espécie de 'quarteto fantástico', alcunha que leva o grupo de heróis dos quadrinhos da Marvel, criados no início da década de 60 por Stan Lee e Jack Kirby.

>> Baixe o novo app de resultados do L!
>> Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos

Se cabe algum heroísmo aos corintianos, é a habilidade com a bola nos pés, que pode colocar um time que iniciou a temporada sem grandes perspectivas em posições elevadas na tabela.

Mas o LANCE! entrou na brincadeira e esboçou qual membro do quarteto dos quadrinhos se assemelha com os quatro reforços importantes do Corinthians em 2021.

Confira!

GIULIANO - MULHER INVISÍVEL

Giuliano

Giuliano

Lance

(Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)

Bem como a personagem, que tem como uma das principais características a manipulação dos campos de força, Giuliano já mostrou quando está em campo a sua qualidade no controle de bola, trazendo para si o principal 'objeto magnético' do jogo, que é a bola, com extrema facilidade,

O camisa 11 também possui grande capacidade de encontrar os seus companheiros em boas condições, como foi na assistência para o primeiro gol de Renato Augusto, contra o Ceará, o que se assemelha com o falso voo da Mulher Invisível, que envolve os seus companheiros nos filmes e quadrinhos.

No caso, Giuliano é um atleta que, através das suas habilidades, consegue agregar além de si, mas também aos que atuam ao seu lado.

A única coisa que o torcedor corintiano deseja que Giuliano não tenha como semelhança à heroína é a invisibilidade, pois o desejo da Fiel é que o meia apareça, e muito, dentro de campo.

RENATO AUGUSTO - SENHOR FANTÁSTICO

Renato Augusto - Corinthians x Ceará

Renato Augusto - Corinthians x Ceará

Lance

(Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

O mais experiente do grupo e com uma passagem recente com títulos, em 2015, Renato Augusto é o Senhor Fantástico do quarteto corintiano.

Assim como o personagem, que tem uma altíssima inteligência, é o atleta cerebral do meio-campo do Timão. O jogador pode atuar em diversas zonas centrais com a mesma habilidade, justamente por conta da sua capacidade de organizar o jogo, não só por conta da sua capacidade técnica, mas também pelo seu espírito natural de liderança.

Tudo bem que Renato Augusto não tem todo o poder de elasticidade do Senhor Fantástico, mas quando o assunto são as esticadas de bola, o camisa 8 tem capacidade de colocar a redonda onde quiser no gramado, assim como o herói da Marvel pode fazer com o seu corpo nas histórias.

RÓGER GUEDES - TOCHA HUMANA

Róger Guedes - Corinthians x Juventude

Róger Guedes - Corinthians x Juventude

Lance

(Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

Com certeza, Róger Guedes é a Tocha Humana do Corinthians. Veloz, podendo atuar nas beiradas do campo, é daqueles jogadores que consegue colocar fogo no jogo.

Além disso, o Tocha Humana tem a capacidade voar. Já Róger Guedes, é um atleta com muita velocidade que, as vezes, da sinais que pode até estar levitando em campo.

WILLIAN - COISA

Willian - Apresentação Corinthians

Willian - Apresentação Corinthians

Lance

(Foto: Felipe Szpak/Ag. Corinthians)

Tudo bem que Willian não tem a força física do herói da Marvel, mas é a contratação mais cascuda do Corinthians na temporada.

Com duas Copas do Mundo no Currículo e 14 anos no futebol europeu, sendo, inclusive, considerado ídolo no Chelsea, da Inglaterra, uma das grandes potências do Velho Continente, a chegada do meia ao Timão deu as credenciais de imposição que o Timão precisava, após um primeiro semestre modesto. Isso porque o camisa 10 ainda tinha mercado na Europa, com sondagens de Milan e Roma, da Itália, e Lyon e Olyimpique de Marselie, da França

Willian não tem a superforça do Coisa, mas a preferência e insistência do jogador para jogar no Timão deixou o setor ofensivo corintiano superforte.

Últimas