Futebol Presidente da Uefa é acusado de mentir em currículo enviado à entidade

Presidente da Uefa é acusado de mentir em currículo enviado à entidade

Esloveno foi reeleito até 2027 no comando da gestora europeia

Lance
Lance

Lance

Lance

O jornal esloveno "Prava" informou, na manhã deste sábado, que o presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, está passando por acusações de mentir em seu currículo. A suposta falsificação se refere a um trabalho como dirigente no Olimpija Ljubljana, da Eslovênia, onde teria trabalhado entre 2006 e 2011.

Os cinco anos de experiência no clube que constam no currículo de Ceferin permitiram que o mandatário pudesse se eleger como presidente da Federação Eslovena de Futebol, seu último cargo antes de assumir o comando da Uefa. Para ser eleito, eram necessários justamente cinco anos como diretor esportivo de um clube, mas Ceferin teve como experiências anteriores apenas a carreira de jogador em um clube amador e a de comandante de um time de futsal.

Na última quarta-feira, Ceferin foi reeleito presidente da Uefa e realizará seu último mandato, indo até 2027, sem possibilidade de extensão no cargo. Porém, a polêmica pode ameaçar seu futuro à frente da entidade. Não há punições previstas para este tipo de violação das regras, mas uma investigação deve ser feita contra o representante da organizadora do futebol europeu.

Últimas