Futebol Pouco dinheiro em reforços, situação de Diniz, melhor uso da base... Os desafios de Rui Costa no São Paulo

Pouco dinheiro em reforços, situação de Diniz, melhor uso da base... Os desafios de Rui Costa no São Paulo

Dirigente encontrará um clube preocupado com a questão financeira, além do objetivo de olhar com mais carinho para Cotia. Saída de treinador ainda é uma incógnita 

Lance
Lance

Lance

Lance

O São Paulo acertou com Rui Costa para ser o diretor de futebol do clube na gestão de Julio Casares. O novo dirigente, que assumirá após o final do Campeonato Brasileiro, terá algumas missões trabalhosas durante sua passagem pelo Tricolor.

Luciano já é o segundo: Veja os jogadores com mais gols pelo São Paulo em um Brasileirão nos últimos dez anos

A primeira é conseguir trazer bons reforços com pouco dinheiro para ser investido. Casares já admitiu que não fará investimentos pesados em busca de atletas, devido a questão financeira da equipe do Morumbi.

SIMULE OS PRÓXIMOS JOGOS DO SÃO PAULO NO BRASILEIRÃO

- Realmente na transição não só tomamos conhecimento da questão financeira, mas também de detalhes do futebol. Já vislumbrando um futuro em que nós temos a ciência terrível da questão financeira. Claro que o futebol vai estar inserido nessa nova realidade financeira. Quando a comissão técnica identificar necessidade de reforço da posição, terá que ser uma prática buscar esse valor dentro da nossa formação. Se não for possível, aí vamos ao mercado, mas de maneira diferente - afirmou.

Nesta afirmação, Casares também deixou claro uma estratégia de sua gestão: olhar primeiro as categorias de base, antes de ir atrás de jogadores no mercado da bola. Atualmente, o Tricolor conta com bons nomes de Cotia na equipe titular, como o zagueiro Diego Costa e os meias Igor Gomes e Gabriel Sara.

Alguns jovens jogadores já treinam com a equipe principal e podem ganhar chances no futuro, como o volante Rodrigo Nestor, o lateral Wellington e o atacante paraguaio Galeano, que renovou seu empréstimo até o final de 2021.

Por fim, a questão da situação do técnico Fernando Diniz também deve ser assunto nos próximos dias, principalmente se o São Paulo não conquistar o Campeonato Brasileiro. O treinador vive constante pressão após a perda da liderança, vendo a torcida pedir a sua demissão em protesto no CT.

Portanto, uma coisa que não faltará para Rui Costa no São Paulo é trabalho. Resta saber se a escolha de Casares e sua diretoria foi acertada.

Últimas