Por contusões, Douglas Costa já se questionou sobre sequência da carreira

Meia-atacante brasileiro falou sobre problemas físicos em material publicado por conhecido site de conteúdo feito pelos próprios atletas

Lance

Lance

Lance

Uma entrevista bastante reveladora e sincera feita pelo site norte-americano 'The Player's Tribune' com o meia-atacante brasileiro Douglas Costa, da Juventus, teve alguns trechos interessantes divulgados em uma espécie de "prévia".

O material será divulgado na totalidade na próxima terça-feira (26), mas o que já foi mostrado aponta para um atleta não apenas consciente como visivelmente incomodado com sua sequência de lesões.

Tamanho é o incômodo que o tema causa no jogador hoje com 29 anos de idade que ele afirmou com todas as letras ter chegado a se questionar sobre a necessidade de seguir sua carreira diante de tantos obstáculos. Sendo que, até aqui, o que tem sustentado a trajetória é a manutenção do amor pelo esporte.

Douglas também mencionou que não conseguiu encontrar até hoje o que realmente tem causado suas contusões, seja por elementos externos ou mesmo por influência de algo errado que ele possa estar fazendo:

- Tem momentos que você quer... "Pô, será que eu realmente devo jogar esse esporte? Porque eu jogo, machuco, jogo, machuco". E depois tu acaba olhando na TV, acaba vendo aquela paixão e fala: "Caraca, eu faço aquilo ali também fácil". É isso que me mantém vivo, mantém tipo: "Eu vou, porque eu tenho capacidade pra fazer essa coisa", entendeu? Brincando com o Alex Sandro, que joga comigo, eu falei: "Cara, tenho mais ressonância que presença em campo". Fazer ressonância de novo, aquele som da ressonância... É um bagulho que é meio louco. Aí você fala: "Pô, Douglas tem um potencial para ser um dos melhores do mundo, mas as lesões atrapalham". Isso me incomoda, de fato. Você ter um potencial de ser um cara gigantesco e acaba, por culpa minha ou não, não sei te dizer hoje, não consigo estar naquele top. Isso acaba, às vezes, me incomodando.