No caminho certo? Autuori projeta aumentar o poder da criação do Botafogo na sequência do Brasileirão

Alvinegro indica uma melhora nas investidas, mas ainda padece para encontrar o caminho das redes dos adversários: 'As coisas vão acontecer com naturalidade', diz comandante

Lance

Lance

Lance

A perseverança é vista como a chave para que o Botafogo vá, aos poucos, revigorando seu poderio ofensivo. Passados os dois empates no início de caminhada da equipe no Campeonato Brasileiro, o técnico Paulo Autuori mantém a firmeza ao acenar que há um progresso gradativo do Glorioso.

- Queremos, a cada jogo, sentir que a equipe pode entrar em campo produzindo mais e melhor, ou seja, evoluindo - declarou.

No empate em 0 a 0 com o Fortaleza, no último domingo, o Alvinegro sinalizou que tem condições de aprimorar o poder da sua criação. Em diversos momentos, Honda e Caio Alexandre revezavam ao se aproximarem da área para iniciarem triangulações com Luis Henrique e Matheus Babi.

A busca por jogadas pelas pontas também ficou mais evidente no confronto na Arena Castelão, especialmente no segundo tempo, com a entrada de Luiz Fernando e a leve melhora de rendimento de Bruno Nazário. Outra opção constante foi a inversão de jogadas, com o intuito de surpreender a equipe adversária.

Entretanto, muitas boas ideias ficaram apenas no papel por um problema crônico alvinegro no duelo com o Tricolor do Pici. A conclusão de jogadas continua a dar dor de cabeça ao Glorioso.

Não faltaram hesitações nas conclusões e erros ao tomar decisões. Mesmo assim, o técnico Paulo Autuori manteve seu tom otimista após o duelo.

- As coisas vão acontecer com naturalidade, com espontaneidade, porque deverão acontecer de forma consciente, não circunstancialmente - disse.

Cabe ao Botafogo persistir para encontrar seu equilíbrio e pavimentar o caminho para as redes com mais frequência, garantindo, finalmente, seu embalo tão desejado.