Fluminense

Futebol Nenê comemora volta do Fluminense à Libertadores e afirma: ‘Tenho muito orgulho de participar desse grupo’

Nenê comemora volta do Fluminense à Libertadores e afirma: ‘Tenho muito orgulho de participar desse grupo’

O meio-campista do Tricolor Carioca ainda falou sobre a relação com o técnico Marcão e exaltou o trabalho da diretoria

Lance
Lance

Lance

Lance

Nesta quinta-feira, 18, o meio-campista Nenê concedeu entrevista coletiva aos jornalistas pela FluTV. O camisa 77 afirmou que o clube teve a campanha mais surpreendente do Campeonato Brasileiro e admitiu que tanto a torcida, quanto o clube “não tinham a clareza” de que a equipe poderia chegar tão longe nesta edição da competição.

> Pode sonhar com mais? Relembre as campanhas do Fluminense na Libertadores

- Ninguém acreditava que pudéssemos chegar ao final da temporada nessa situação. Acho que o próprio clube e a torcida não tinham essa clareza de que esse objetivo poderia ser alcançado. Pelo investimento financeiro, pelos problemas que o clube enfrenta.

- A gente sabe que os clubes que estão nas primeiras posições investiram no mínimo umas 10 vezes mais do que o Fluminense. Só isso já demonstra o que nós fizemos esse feito. Tenho muito orgulho de participar desse momento, desse grupo, de ajudar a levar de volta para a Libertadores um clube com essa grandeza.

VEJA E SIMULE A TABELA DO BRASILEIRÃO

Nenê destacou que voltar à Libertadores é muito importante não só porque traz o respeito de volta ao clube, como também a alegria e confiança de volta ao torcedor. O jogador ainda apontou a gestão da diretoria e a transparência de Mário Bittencourt, o presidente do Tricolor Carioca, como fundamentais pela conquista da classificação.

- Está sendo uma alegria muito grande, uma felicidade de poder colocar de volta Fluminense no cenário internacional. Representa muito para mim. Eu com quase 40 anos estar participando desse momento. Não tem preço.

CONFIRA MAIS DECLARAÇÕES DE NENÊ

Insatisfação como reserva

– O cara que fica feliz de ficar no banco e não fazer nada tem que parar de jogar bola. É uma coisa normal. Não pode perder o respeito. Eu gosto mesmo de jogar todo jogo. Eu gosto de estar me sentindo útil. Mas não tinha nenhum tipo de problema. Eu não vou falar que estava feliz em ficar no banco, mas respeitava a decisão do Marcão. Eu sou muito competitivo e acho que é por causa disso que estou jogando até hoje.

Relação com Marcão

– Muito boa. Muita resenha, né (risos)?! Mas quando é para ser sério, a gente é sério também, fala o que precisa melhorar, fazer ou continuar fazendo de bem feito. O Marcão é um cara muito aberto, conversa com a gente. É uma relação muito bacana, aberta, dando essa autonomia também para gente dar nossa opinião. A gente viu que encaixou muito bem e está muito feliz com isso.

Boatos de atrito no grupo: “Team Nenê” x “Team Fred”

– Quem falou de "team Nenê" e "team Fred" fomos nós mesmos, ironizando essa notícia que querem. Como sempre e principalmente aqui no Fluminense, às vezes têm pessoas que torcem contra. Não sei quem é, nem quero saber. Em um momento difícil, a gente demonstrou a grandeza desse grupo. É uma coisa sensacional. Por isso que acho que a gente também merece. É uma coisa verdadeira, sabe? Leve, incrível o dia a dia. Todo mundo se dá bem, se sente importante.

Últimas