Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Montse Tomé convoca Espanha feminina sem Jenni Hermoso e com 15 jogadoras afastadas da seleção

Após polêmicas com ex-presidente da federação local, 39 atletas assinaram documento se recusando a defender 'A Fúria'

Futebol|Do R7

Montse Tomé fez parte da comissão técnica de Jorge Vilda
Montse Tomé fez parte da comissão técnica de Jorge Vilda Montse Tomé fez parte da comissão técnica de Jorge Vilda

A seleção feminina da Espanha, após todas as polêmicas envolvendo Luis Rubiales, apresentou de forma oficial a nova comandante Montse Tomé. A ex-jogadora chega para substituir Jorge Vilda, que protagonizou diversos problemas com as jogadoras espanholas, mas conquistou a Copa do Mundo feminina em agosto.

A primeira convocação de Tomé teria acontecido na última sexta-feira, mas 39 jogadoras convocáveis pela Roja assinaram um documento afirmando não desejarem mais jogar pela seleção. O motivo? O polêmico beijo de Rubiales, ex-presidente da Real Federação Espanhola de Futebol, em Jennifer Hermoso, craque da equipe de Vilda, durante a premiação do ouro na Austrália.

· Compartilhe esta notícia pelo Whatsapp

· Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

De toda forma, Montse decidiu convocar 15 das 39 jogadoras que enviaram o ofício à direção interina da RFEF.

Confira a lista completa:

Goleiras: Misa Rodríguez, Catalina Coll e Enith Salón

Publicidade

Defensoras: Irene Paredes, Laia Aleixandri, Oihane Hernández, Olga Carmona, Ona Battle, Mapi León e Maria Méndez

Meio-campistas: Teresa Abelleira, Patri Guijarro, Aitana Bonmatí, Maria Pérez, Rosa Márquez e Alexia Putellas

Publicidade

Atacantes: Athenea del Castillo, Esther Gonález, Eva Navarro, Mariona Caldentey, Inma Gabarro, Amaiur Sarriegui e Lucía García

Jogadoras notáveis da campanha histórica na Oceania, como Salma Paralluelo e Laia Codina, ficaram fora da lista. A ausência principal, porém, ficou justamente por conta de Hermoso. Ao ser questionada pela decisão, Montse Tomé saiu em defesa da camisa 10 espanhola.

"Estamos com Jenni e com todas as jogadoras até o fim. Cremos que a melhor maneira de ajudá-las é estar com elas, mas acredito que, como máxima responsável, minha decisão de não convocá-la era necessária por ser a melhor para protegê-la. Já tenho cinco anos trabalhando com Jenni e coincidi com ela enquanto jogadora, então sigo contando com ela", afirmou a comandante.

As convocadas por Montse estarão em ação pela Nations League feminina, entre os dias 22 e 26 de setembro. A Espanha visitará a Suécia na estreia, atuando no Gamla Ullevi; logo depois, receberá a Suíça no Estádio Nuevo Arcángel, em Córdoba.

Não é só Rubiales: veja outros dirigentes que foram acusados de assédio sexual

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.