Marítimo move duas ações contra o Porto por transferência de atletas

Segundo 'Record', clube da Ilha da Madeira queixa-se de calote de 6 milhões de euros (por volta de R$ 31 milhões). Queixas estão no Juízo Central Cível do Funchal

Lance

Lance

Lance

O Marítimo interpôs na terça-feira passada, no Juízo Central Cível do Funchal, duas ações contra o Porto em relação a transferência de jogadores. O clube acusa o não pagamento de 5 milhões de euros (por volta de R$ 25 milhões) em uma negociação e, na outra negociação, há uma queixa de não-pagamento de 1,3 milhões de euros (em torno de R$ 6 milhões).

Segundo o Record, não foram divulgados os nomes dos jogadores envolvidos. No entanto, o Porto desembolsou justamente 5 milhões de euros para adquirir o brasileiro Kleber em 2011. No ano de 2013, a Comissão Arbitral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional isentou os portistas de pagarem qualquer indenização ao Marítimo.

Entretanto, a medida foi revogada nove meses depois pelo tribunal cível do Porto. Isto abriu brecha para o clube da Ilha da Madeira exigir novamente uma compensação financeira.

A publicação afirma ainda que o outro desacordo entre os clubes tem a ver com a saída de Pepe para o Porto e sua negociação posterior para o Real Madrid. Os verde-rubros queixam-se de uma prestação que estaria atrasada.