Marcos Paulo avalia isolamento como 'chato, mas necessário'

Em live no Instagram oficial do Fluminense, atacante revela como está a rotina e afirma que BBB e videogame são suas armas contra o tédio

Lance

Lance

Lance

Sem atividades por conta da pandemia de coronavírus, os jogadores do Fluminense estão treinando em casa, isolados do restante do elenco. Para se livrar do tédio, assistir BBB e jogar videogame são os principais aliados de Marcos Paulo, que participou de uma live no perfil oficial do Fluminense no Instagram, respondendo as perguntas dos torcedores. O atacante avaliou o momento que está vivendo como "chato", mas necessário para evitar o pior.

- Estou me cuidando bastante, está sendo chato, não aguento mais ficar em casa, estou doido para voltar a jogar, mas sei que é necessário fazer isso. Estou fazendo as minhas coisas em casa, mantendo a forma. Estou conversando com todo mundo. Com a Emily (psicóloga), com o Marquinho (preparador físico). Todo mundo tem dado esse suporte para gente voltar mais forte.

Sem ter como jogar bola, Marcos Paulo mata a saudade do futebol nos gramados virtuais e desafiou a galera para um duelo no FIFA, com bastante otimismo.

- Tenho acordado cedo mais ou menos, mas estou de boa. Treinando todo dia, acordando ali pelas onze horas, meio-dia, almoçando e treinado de tarde, mantendo a forma. Também tenho assistido séries e jogado videogame. Quem quiser perder no Fifa, só adicionar.

BBB E SAUDADES DE JOÃO PEDRO

Com a paralisação do futebol, o Big Brother Brasil tem sido o assunto mais comentado pelos boleiros e torcedores. Os comentários tomam conta das redes sociais, tendo a participação de jogadores e dos profissionais de imprensa. Com Marcos Paulo isso não é diferente.

- Com certeza. Acho que isso está parando tudo, ainda mais que está todo mundo em casa, todo mundo vendo. Estou gostando das paradas que estão acontecendo, das pessoas que estão saindo - disse Marcos Paulo, que se manifestou no Twitter após a eliminação de Daniel, na última terça-feira.

Além da saudade da rotina normal, Marcos Paulo revelou sentir a falta de João Pedro, companheiro desde a base e que atualmente está no Watford, da Inglaterra.

- Estou com saudades. Até comentei a postagem dele que estou com saudade de meter o passinho com ele.

BATE-BOLA COM MIGUEL

Miguel fez 17 anos recentemente. O que você desejou para ele de parabéns?
- Eu tinha 17 anos ontem (risos). Falei pra ele aproveitar. É o jogador mais jovem a vestir a camisa profissional do Flu. Ele merece! Joga muito. Tem que desfrutar.

Em pouco tempo nos profissionais, você se tornou o xodó da torcida e um dos jogadores mais importantes do elenco. Como é ter conquistado tudo isso em apenas um ano?
- Sonho realizado. Vim de Xerém, da base, sempre vi o pessoal subindo para o profissional e se dando bem. Fico feliz de estar conquistando a torcida, pouco a pouco. Agora é continuar trabalhando para me tornar ídolo aqui.

O que o Fluminense representa para você?
- É a minha segunda casa. Já são 10 anos de clube, já morei no CT, na época de Xerém. Me dou muito bem com todo mundo, desde novinho, desde que cheguei todo mundo me acolheu bem. Para mim, é minha segunda casa

Qual é o seu sonho como jogador de futebol?
- Ganhar uma Copa do Mundo. Acho que é o sonho de todo mundo.