Futebol Marcos Braz embarca para Portugal e dá detalhes sobre a possibilidade do Flamengo contratar Jorge Jesus

Marcos Braz embarca para Portugal e dá detalhes sobre a possibilidade do Flamengo contratar Jorge Jesus

Antes de embarcar, dirigente do Rubro-Negro falou a respeito da possibilidade de contratar Jesus novamente 

Lance
Lance

Lance

Lance

A partir deste domingo, o Flamengo, através de Marcos Braz e Bruno Spindel, vice-presidente de futebol e diretor executivo da pasta, passa a se reunir com os alvos portugueses para treinadores visando a temporada 2022. E Braz, minutos antes de embarcar para a Europa, despistou acerca da possível volta de Jorge Jesus e, ao seu estilo, negou que o clube esteja em negociações com o Mister.

- Não tem nenhuma negociação. Se não tem negociação, ele não pode ter falado "não". É o que eu falo, tem muita especulação - falou Braz, no saguão do Aeroporto Internacional Tom Jobim.

- Não dá para ficar toda hora negando, falando de A, B ou C. A gente está fazendo essa viagem de uma maneira muito bem planejada. Não estamos atrás de repetir absolutamente nada, estamos atrás de repetir o projeto que a gente idealizou no começo de 2019.

Em uma manchete no jornal "A Bola", publicada neste sábado, a publicação foi sucinta e direta: "Jorge Jesus diz não ao Flamengo". Braz foi questionado a respeito de tal publicação.

Na última sexta, Spindel, que partiu rumo à Europa antes, afirmou que o Flamengo se reuniria com Jorge Jesus - atualmente satisfeito no Benfica - nos próximos dias e que havia o interesse em contratá-lo novamente.

A ver se Braz quis apenas abafar especulações para alijar a pressão ou se, de fato, Jesus não conversará sobre uma possível volta. Mas o Fla planeja se reunir com outros treinadores por lá: Paulo Sousa (da seleção polonesa), Rui Vitória (sem clube) e Carlos Carvalhal (do Braga).

- A gente nunca viaja não tendo proximidade de um lado. Temos que tomar um cuidado muito grande para que, quando não tivermos um determinado êxito com um certo técnico, se comecem que era plano C, D e E. Não é justo com os profissionais. Isso nada tem a ver com a pessoal ser A, B ou C. O que posso falar para a torcida do Flamengo é que estamos bem tranquilos e conscientes na busca por um profissional - comentou Marcos Braz.

Últimas