Futebol Marcos Braz, do Flamengo: 'Quando o presidente do Benfica foi atrás do Jesus, ele tinha contrato com a gente'

Marcos Braz, do Flamengo: 'Quando o presidente do Benfica foi atrás do Jesus, ele tinha contrato com a gente'

O vice-presidente de futebol do Flamengo ainda disse que 'muito provavelmente' tomará um café com Jorge Jesus

Lance
Lance

Lance

Lance

O Flamengo está em Portugal em busca do novo treinador para 2022, e Jorge Jesus é uma das opções da diretoria. Assim, nesta segunda-feira, o VP de futebol do Rubro-Negro, Marcos Braz, disse que "muito provavelmente" tomará um café com o Mister e acredita que conversar com o técnico não é "nenhuma indecência". Para sustentar o posicionamento, Braz lembrou que, em 2020, o Benfica foi atrás de Jesus quando ele ainda cumpria contrato com o Fla.

> Emprestado ao Flamengo, Kenedy entra na mira do Shakhtar Donetsk

- O Jorge tem jogos importantes aqui, o Jorge está focado e com a cabeça aqui no Benfica, tem contrato até 30 de maio do ano que vem. Isso também não é problema, né? Porque quando o presidente do Benfica foi lá atrás do Jorge Jesus, ele também tinha contrato com a gente. Então, não estou fazendo nenhuma indecência, não estaria fazendo nenhuma indecência se eu fosse em cima do Jorge Jesus, porque, quando o Jorge Jesus estava no Flamengo, ele também estava sob contrato - disse Braz, ao canal CMTV, de Portugal.

Vale lembrar que, quando chegou em Lisboa, Braz conversou com a imprensa portuguesa e afirmou que Jorge Jesus, pelo histórico de sucesso no Rio de Janeiro, "é uma opção natural" (clique aqui e saiba mais).

Também é importante destacar que Jesus não é a única opção do Flamengo. Os dirigentes, inclusive, já conversaram com Paulo Sousa, atual comandante da seleção polonesa. Na conversa, o técnico reiterou o desejo de trabalhar no futebol brasileiro, algo que seria inédito em sua carreira (veja como foi).

Últimas