Futebol 'Maradona, Flamengo te ama': conheça a história por trás da homenagem ao ídolo argentino

'Maradona, Flamengo te ama': conheça a história por trás da homenagem ao ídolo argentino

Episódio ocorreu em 1991, em confronto contra o Boca Juniors pela Libertadores

Lance
Lance

Lance

Lance

Diego Armando Maradona morreu nesta quarta-feira, aos 60 anos, após sofrer uma parada cardiorrespiratória. Maior ídolo da história do futebol argentino, o ex-jogador não chegou a vestir a camisa do Flamengo, mas construiu uma relação de carinho com o Rubro-Negro ao longo de sua vida. Entre os momentos marcantes desse vínculo, um episódio em 1991 ganha destaque.

No dia 8 de maio daquele ano, em partida válida pelas quartas de final da Libertadores, o Flamengo enfrentava o Boca Juniors no estádio La Bombonera. E, de maneira surpreendente, os jogadores rubro-negros entraram em campo carregando uma faixa com os dizeres: "Maradona, Flamengo te ama. Hoje e sempre."

Tal ação foi feita em solidariedade ao craque argentino, que passava por um dos momentos mais conturbados da carreira. Um mês antes, em 6 de abril, Maradona havia sido suspenso pela Fifa por 15 meses, após identificarem cocaína em exame antidoping, quando jogava pelo Napoli. Três semanas depois, já de volta à Argentina, o jogador foi preso em flagrante pelo posse de drogas.

Ao prestar homenagem ao ídolo argentino, o elenco rubro-negro foi recebido com aplausos por toda a torcida do Boca Juniors, famosa pela recepção hostil aos adversários. Ao fim da partida, o resultado não foi positivo ao Flamengo: derrota por 3 a 0 e eliminação da Libertadores. Mesmo assim, a faixa foi tão bem-recebida que, inclusive, passou a ser utilizada pela "La 12", a principal torcida organizada do clube argentino.

Há quem diga que não passou de uma ação de marketing do Flamengo, que pretendia diminuir a pressão da torcida adversária e se aproximar de Maradona para uma possível transferência à Gávea no ano seguinte, algo que nunca se concretizou. Mesmo assim, a admiração entre clube e jogador existia, era mútua e ficará para a eternidade.

Últimas