Corinthians

Futebol Mancini projeta retorno de Jô ao Corinthians e admite mudanças contra Goiás: 'É preciso arriscar'

Mancini projeta retorno de Jô ao Corinthians e admite mudanças contra Goiás: 'É preciso arriscar'

Técnico do Timão concedeu entrevista coletiva neste sábado e indicou que deve utilizar o centroavante como titular, mas ainda tem dúvidas sobre o substituto de Cantillo no meio

Lance
Lance

Lance

Lance

O Corinthians está empolgado após a vitória sobre o São Paulo, no último domingo, mas o torcedor deve esperar um cenário diferente contra o Goiás, nesta segunda-feira. Isso foi o que disse Vagner Mancini, que indicou o retorno de Jô ao time titular, e admitiu que pode mudar a forma de jogar para poder superar a equipe goiana, inclusive pensando na substituição a Cantillo.


TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

GALERIA
> Oito anos do título Mundial do Corinthians: saiba onde estão os jogadores

Em entrevista coletiva virtual neste sábado, o treinador corintiano mais uma vez foi bastante direto em suas respostas e não escondeu que deve colocar Jô entre os 11 iniciais após cumprir suspensão no Majestoso. A ideia é usar a característica do camisa 77 para levar vantagem sobre o Goiás. O técnico aproveitou para defender seu centroavante de algumas críticas.

- É uma questão de característica. Não adianta pedir para o Jô o que ele não consegue dar. Jô é jogador com função específica, é pivô, ataca bem a bola, é artilheiro. Temos que entender. A estratégia para o jogo do São Paulo foi uma, para o Goiás é outra. Precisaremos de um jogador de área, e aí casa mais com o Jô. Nenhum jogador é igual. Sempre tem ganho de um lado e perda de outro. Eu preciso entender o que é mais interessante para a equipe - comentou.

Mancini também falou o que espera do confronto com o Goiás, nesta segunda-feira, na Neo Química Arena. Para ele, vai ser um duelo bem diferente do que foi visto contra o São Paulo, já que os goianos não devem dar o mesmo espaço dado pelo Tricolor. Por essas e outras, o comandante alvinegro crê que será um "jogo feio", o que exigirá a buscar por alternativas para superar o adversário.

- Veremos um outro jogo. O São Paulo nos atacou o tempo todo, é o líder. Nos aproveitamos de uma estratégia que deu certo. O jogo contra o Goiás é diferente. Equipe deles vai baixar as linhas e tirar nosso espaço de jogo. E isso provoca erros seguidos. É preciso arriscar, achar linhas de passe. Torço para falar de grande atuação na entrevista coletiva, mas não estou esperando isso.

- Vamos ter dificuldade por entender que jogo requer mais de uma equipe que se arrisca, que erre, que batalhe, que não fique atrás. É o que peço: não desanimar, se superar. Jogo técnico talvez seja afetado. Vitória talvez desenhada de outra forma. Goiás melhorou no campeonato, temos que respeitar e fazer o melhor para vencer. Em termos plásticos, talvez esse seja diferente - completou o treinador.

Essa dificuldade imposta pelo Goiás pode provocar, inclusive, uma mudança no substituto de Cantillo no setor de meio-campo. Segundo Mancini, o nome escolhido vai depender das necessidades da equipe e admitiu que ainda não definiu quem substituirá o colombiano. Xavier, Camacho e Roni são os favoritos e apresentam características distintas de jogo, mas pelo que o técnico deixou no ar, é possível que um jogador mais ofensivo possa ganhar a vaga.

- Essa é uma pergunta que ainda não tenho resposta, estou buscando alguém que possa me dar o que o time vai precisar. Diferente do Cantillo, tenho outros volantes. Posso usar outro jogador e mudar a forma de jogar, se entendermos que o Goiás vai jogar com linha de cinco atrás. Menos marcação e mais armação, para termos mais a bola nos pés - concluiu.

Corinthians e Goiás se enfrentam nesta segunda-feira, às 20h, na Neo Química Arena pela 26ª rodada do Brasileirão-2020. Antes do duelo, o Timão terá mais um dia de treinamento, neste domingo pela manhã, quando a equipe titular será definida. O Alvinegro ocupa a 10ª posição na tabela como 33 pontos.

Últimas