Futebol Malásia vive novo lockdown e zagueiro brasileiro relata experiências vividas no país

Malásia vive novo lockdown e zagueiro brasileiro relata experiências vividas no país

País está em estado de emergência com o aumento no número de casos de Covid-19. Jogador, de 28 anos, revelou que só pode sair de casa para comprar itens essenciais

Lance
Lance

Lance

Lance

A Malásia tem mais de 31 milhões de habitantes e está em estado de emergência com o aumento no número de casos de Covid-19. Para conter o avanço da doença, o país vive um novo lockdown e o zagueiro brasileiro Renan Alves, que joga no Kedah FA, revelou suas experiências neste período em que só pode sair de casa para comprar itens essenciais.

> Confira e simule a classificação da La Liga


- Está sendo um pouco complicado. Fiquei de quarentena sete dias isolado no hotel quando cheguei, depois vim para a cidade do clube e treinei apenas dois dias apenas com o grupo. Foi quando entrou em lockdown por duas semanas. Era para voltar ao normal essa semana, mas prologaram até perto do dia 20. É complicado. A gente quer trabalhar, se preparar, e acontece a mesma coisa do ano passado, quando a Super Liga da Malásia teve apenas 12 jogos e terminou no fim de agosto por causa da pandemia - comentou Renan Alves.

O Kedah FA, de Renan Alves, é o atual vice-campeão da Super Liga da Malásia. Por enquanto, o zagueiro busca manter a forma física e chega a treinar durante três períodos em casa.

> Confira mais notícias sobre o futebol internacional

- Graças a Deus estou bem, treinando muito na academia do meu prédio. Me sinto muito melhor fisicamente. Todos os dias procuro trabalhar dois períodos, às vezes, pode chegar até três para fazer um fortalecimento no meu joelho esquerdo. Mas creio que logo será liberado, como o campeonato está marcado para começar no dia 5 de março com uma copa entre o campeão e o vice da super Liga da Malásia. É importante a gente treinar com bola para pegar ritmo de jogo.

Com contrato renovado até o fim de 2021, Renan Alves está indo para a terceira temporada no clube. O defensor, que já passou por clubes, como o Gil Vicente, de Portugal, chegou em 2019 à Malásia.

Últimas