Futebol Luiz Henrique se recupera após queda e reforça importância de Xerém para o Fluminense

Luiz Henrique se recupera após queda e reforça importância de Xerém para o Fluminense

Jovem foi destaque na vitória do Flu sobre o Cerro Porteño e vem em alta depois de ficar fora até da lista de relacionados de Roger Machado

Lance
Lance

Lance

Lance

Os quatro jogos de invencibilidade do Fluminense são explicados por diversos fatores depois da virada de chave no Fla-Flu, no início do mês. No entanto, o triunfo sobre o Cerro Porteño, na última terça-feira, por 2 a 0, pelas oitavas de final da Libertadores teve dois pontos fundamentais: a noite inspirada de Nene e a qualidade dos garotos de Xerém, especialmente Luiz Henrique, que entrou e ajudou a mudar o confronto de ida.

+ Fluminense ultrapassa R$ 387 milhões com vendas de joias de Xerém em 10 anos; relembre

Titular no início da temporada, Luiz Henrique perdeu espaço ao lado de Kayky com a asceção de Caio Paulista e Gabriel Teixeira. Depois de uma queda técnica, ele chegou a ser barrado da lista de relacionados no duelo com o Athletico-PR, quando o Flu foi goleado por 4 a 1 em Volta Redonda. No clássico com o Flamengo, retornou e desde então tem sido importante.

Veja a tabela do Brasileirão

No Fla-Flu ele e os outros jogadores que entraram na segunda etapa foram os responsáveis pela vitória por 1 a 0. Foi do jovem a assistência para André marcar. Diante do Ceará, no empate por 0 a 0, ganhou a chance como titular e jogou bem, recuperando a confiança. Diante do Sport, não chegou a comprometer no time de reservas do Fluminense que acabou tendo atuação abaixo do esperado. Mas, na Libertadores, o garoto entrou e logo no primeiro lance fez a jogada que resultou no gol de Nene.

Com Roger Machado, Luiz Henrique tem 25 jogos e ainda não fez gols. Ele soma 1081 minutos e vem sendo opção constante no segundo tempo. Na época em que o atacante foi barrado, o treinador justificou a ausência avaliando que os garotos da base tem oscilações normais.

- Nas ausências, as opções foram pelo Matheus Martins, que entrou muito bem, assim como o João. Dois jovens que precisamos lançar, por vezes passando na frente de outros jogadores para ter como opção. Alguns dos nossos jogadores mais jovens não atravessam o melhor momento tecnicamente e precisamos recuperar, como foi o caso do Luiz (Henrique), fora da relação para recuperar a confiança. O John Kennedy está voltando após a Covid, se recuperando - afirmou o técnico.

Luiz Henrique, que está no Fluminense desde os 11 anos de idade, é só mais um dos jovens de Xerém que são importantes para a equipe na temporada. André, por exemplo, supriu bem a ausência de Martinelli no meio. Kayky vem tentando reencontrar a confiança, mas segue tendo espaço. Matheus Martins, João Neto e até Jefté estão sendo elogiados por Roger, apesar de o último ainda não ter tido chances.

Assim como fez na última rodada, pode ser que Roger busque alguns de seus reservas para o confronto com o Grêmio, no sábado, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. As equipes se enfrentam no Maracanã, às 21h. O duelo de volta das oitavas de final da Libertadores é já na terça-feira, também no Rio de Janeiro, às 19h15 (de Brasília).

Últimas