Futebol Livro no mercado, Elsinho relembra período no México e comenta passagem no futebol espanhol

Livro no mercado, Elsinho relembra período no México e comenta passagem no futebol espanhol

Jogador brasileiro falou sobre passagem pelo futebol mexicano e também sobre seu tempo atuando na Espanha

Lance
Lance

Lance

Lance

Natural de Uberaba, Minas Gerais, o meia Elsinho acumula boas passagens pelo futebol brasileiro, mexicano e espanhol, onde na última temporada esteve no Racing de Ferrol. No México, o atleta atuou durante 4 temporadas com bons números e minutagem no futebol do país. Defendendo as cores do Futbol Club Juarez em 3 épocas e na temporada final no Club Celaya. Somadas as 4 temporadas, Elsinho fez 145 jogos e comentou sobre a boa passagem no México.

- Ir para o México sem dúvida foi uma experiência incrível, até mesmo porque era a primeira vez que eu estava saindo do Brasil e sempre tem aquela ansiedade. Minha chegada foi um pouco tranquila, a equipe que fui tinha muitos Brasileiros que puderam me ajudar com a adaptação, mas também foi um pouco difícil porque a linguagem era completamente diferente. Mas... É um país que gostei muito, por isso fiquei tantos anos por lá, um futebol que cresceu muito rápido, tanto que hoje sempre tem um time do México em mundiais de clube, enfim, um pessoal que te recepciona muito bem, gosta de nós, brasileiros, gostei muito e voltaria sem dúvida se tivesse alguma proposta! – disse o atleta.

Após 4 anos de futebol mexicano, Elsinho aceitou outro desafio na carreira e atuou pelo Racing de Ferrol na temporada 20/21. Com 24 jogos feitos, 1.767 minutos de atuação e 4 gols, Elsinho manteve a regularidade de minutos, além de conhecer um novo país, com novas culturas e manteve os bons números.

- A última temporada, foi outra que me senti muito bem, o nível do futebol sempre foi muito alto, pois estamos falando de Europa onde muitos jogadores gostariam de estar ali nesse mercado do futebol. Em termos de adaptação foi um pouco mais tranquilo que no México, porque era praticamente o mesmo idioma (espanhol), uma cultura completamente diferente da nossa, mas gostei muito de jogar um futebol europeu, aprendi muito e acredito que me ajudou em muitos aspectos! – afirmou.

Atualmente com 30 anos de idade e bagagem de sobra, o atleta falou sobre as expectativas para o futuro da carreira.

- Planos, a gente sempre procura fazer. No momento estamos buscando uma melhor opção de clube para dar seguimento no meu trabalho, não tenho prioridade de lugar, país ou clube, mas sem dúvidas, quero voltar a estar dentro dos gramados, jogando, dando meu melhor e me sentindo bem – finalizou.

Últimas