Futebol Libertadores destaca histórico de clássicos do continente no torneio

Libertadores destaca histórico de clássicos do continente no torneio

Da Argentina a Venezuela, dez confrontos diferentes foram dissecados pelos organizadores do principal torneio da América do Sul

Lance
Lance

Lance

Lance

Os clássicos já possuem, por si só, uma carga considerável de emoção e tensão carregadas por suas histórias. Contudo, esse tipo de partida se torna ainda mais importante quando disputada na Copa Libertadores da América, o principal torneio de clubes na América do Sul e objeto de verdadeira "obsessão".

Com isso, o perfil oficial da competição fez um levantamento considerando um clássico de cada país participante e como estaria o retrospecto desses confrontos dentro da Liberta.

Dos 10 clássicos analisados, dois deles jamais ocorreram pela Copa: Colo-Colo e Universidad de Chile além de Caracas e Deportivo Táchira.

Por sua vez, aquele que mais se repetiu dentro dos encontros escolhidos foi o dos clubes que mais participaram do torneio na história: Peñarol e Nacional. Ao todo, foram 38 vezes em que os arquirrivais uruguaios se encontraram sendo que seis delas valeram pelas semifinais da Libertadores de 1962 e de 1969.

No caso do futebol brasileiro, o confronto escolhido não faz parte de uma rivalidade local, mas sim de caráter regional e de popularidade como é o caso de Flamengo e Corinthians.

Confira abaixo todos os retrospectos

River Plate x Boca Juniors - 28 jogos com nove vitórias do River, oito empates e 11 triunfos do Boca. O River eliminou o Boca três vezes enquanto o Boca eliminou o River em duas oportunidades;

Bolívar x The Strongest - Seis jogos com duas vitórias do Bolívar e seis empates. Na única eliminatória disputada, a equipe Celeste eliminou o Strongest;

Flamengo x Corinthians - Quatro jogos com duas vitórias do Fla, um empate e um triunfo corintiano. Na única eliminatória disputada, o Rubro-Negro eliminou o Timão;

América de Cali x Atlético Nacional - 11 jogos com seis vitórias do América, um empate e quatro triunfos do Nacional. Em duas eliminatórias, cada equipe eliminou o rival em uma oportunidade;

Barcelona de Guayaquil x Emelec - 11 jogos com quatro triunfos do Barce, três empates e quatro vitórias emelecistas. Nas duas eliminatórias, o Ídolo eliminou o Bombillo;

Olimpia x Cerro Porteño - 32 jogos com 11 vitórias do Decano, 12 igualdades e nove triunfos do Ciclón. Foram duas eliminatórias onde cada um levou a melhor em uma delas;

Universitario x Alianza Lima - 12 partidas com sete vitórias do time Crema, três empates e duas vitórias do Alianza;

Peñarol x Nacional - 38 encontros com 13 vitórias do Carbonero, 15 igualdades e 10 triunfos do Bolso. Houveram dois encontros eliminatórios onde cada um levou a melhor em um deles.

Últimas