Futebol Lembra? Há 13 meses, Corinthians de Coelho encarou Santos pela última vez na Arena e fechou rodada em 15º

Lembra? Há 13 meses, Corinthians de Coelho encarou Santos pela última vez na Arena e fechou rodada em 15º

Rivais se reencontrarão no estádio após duelarem anteriormente no local em outubro de 2020, quando Timão estava com técnico interino e lutava nas últimas posições do Brasileiro

Lance
Lance

Lance

Lance

O Corinthians está na luta direta para entrar no G4 do Campeonato Brasileiro, objetivo que será conquistado se o time vencer o Santos no clássico deste domingo, às 16h, na Neo Química. E os rivais se reencontrarão em Itaquera após terem se enfrentado pela última vez no local há pouco mais de 13 meses, quando o Timão vivia situação bem diferente da atual e vinha sendo dirigido pelo técnico interino Dyego Coelho, então substituto do demitido Tiago Nunes.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Veja até quando vai o contrato de cada jogador do Corinthians

Na ocasião, em clássico realizado no dia 7 de outubro de 2020, com portões fechados por causa da pandemia da Covid-19, as duas equipes empataram por 1 a 1 em jogo válido pela 14ª rodada do Brasileirão, que estava com o seu calendário atrasado após período de paralisação motivado pelo sério problema sanitário que o País enfrentava devido à disseminação do novo coronavírus.

Com o resultado, o Corinthians fechou aquela jornada da competição em 15º lugar, com 15 pontos, mesma pontuação somada pelo Botafogo, 17º colocado, que encabeçava a zona de rebaixamento. Já o Santos, sob o comando de Cuca, atual treinador do Atlético-MG, chegou aos 21 pontos, na sétima posição, e mirava um lugar do G4, então fechado pelo Internacional, com 25 pontos.

E o prejuízo do time corintiano não se limitou apenas ao fato de que não conseguiu conquistar uma vitória em casa para se distanciar das últimas posições. Naquele clássico o clube também perdeu o zagueiro Danilo Avelar, que sofreu uma ruptura no ligamento cruzado do joelho direito, precisou ser operado e nunca mais defendeu o clube depois daquela grave lesão.

Foi de Avelar, por sinal, o gol que assegurou o empate por 1 a 1 com o Santos, aos 45 minutos do primeiro tempo, no qual antes, aos 10, Madson havia aberto o placar para os visitantes. Apesar da lesão séria, constatada depois em um exame, Avelar participou de toda aquela partida contra o Santos em Itaquera.

Naquele confronto, Coelho escalou o Corinthians com a seguinte formação titular: Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar e Lucas Piton; Gabriel e Roni; Léo Natel, Luan e Gustavo Mantuan; Jô. Camacho, Gustavo Mosquito, Cazares, Mateus Vital e Boselli depois entraram na equipe no decorrer da partida.

JÔ ESPERA BRILHAR EM REENCONTRO COM SANTOS NA ARENA

Presente naquele duelo, Jô deu entrevista coletiva na última sexta-feira, quando relembrou das dificuldades que enfrentou em outras edições do Brasileirão. E agora ele espera poder brilhar pelo Timão neste reencontro com o Santos em Itaquera, onde foi substituído por Boselli já após o intervalo daquele clássico.

- O Brasileirão é muito difícil, não sei quantos disputei, mas todos foram complicados. Ao jogar fora você sempre encontra times bons. Nosso trabalho vem sendo bem feito, Sylvinho tem uma filosofia de trabalho muito boa. Uma série de coisas aconteceram no campeonato, com a chegada de jogadores, lesões, cartões, não é fácil ter uma sequência boa. Hoje podemos brigar pelo G4, por uma por vaga em Libertadores, é a prova da nossa superação - afirmou Jô ao comentar o fato de que o Corinthians não vem conseguindo repetir, fora de casa, o bom desempenho que vem apresentando como mandante.

- Jogar contra o Atlético-MG fora, se não defender bem o time é surpreendido. Contra o Flamengo, independentemente de quem entrou, é difícil. Temos nossas qualidades e virtudes, temos de fazer ajustes, mas é parte de um processo de equipe. Temos de melhorar sempre, mas temos também chance clara de brigar pelo G4 e vamos seguir focados - reforçou o atacante.

JOGO EM ITAQUERA APÓS SEQUÊNCIA DE CLÁSSICOS NA VILA BELMIRO

Curiosamente, os últimos três clássicos entre Santos e Corinthians ocorreram na Vila Belmiro. E todas estas partidas aconteceram neste ano. Isso porque o jogo entre as equipes válido pelo segundo turno do Brasileirão de 2020 só foi disputado em fevereiro passado, quando os anfitriões venceram por 1 a 0.

Dois meses depois os dois rivais voltaram a se encontrar na Vila, onde desta vez os corintianos levaram a melhor com um triunfo por 2 a 0, pelo Campeonato Paulista. E em agosto, pelo primeiro turno deste Brasileirão de 2021, as equipes não saíram de um empate por 0 a 0 no alçapão santista.

Neste domingo, na quarta partida entre os rivais neste ano, o Corinthians, atual quinto colocado do Brasileiro, buscará a sua sétima vitória consecutiva como mandante. Se alcançar este feito, vai chegar aos 53 pontos, assumir o quarto lugar e ultrapassar o Red Bull Bragantino, que disputou um jogo a mais e já realizou seu duelo desta 34ª rodada, antecipado por causa do envolvimento do clube na final da Copa Sul-Americana, neste sábado, contra o Athletico-PR.

Já o Santos, com 42 pontos, hoje ocupa o 11º lugar e tentará se igualar a Fluminense, América-MG e Ceará, todos empatados com 45 pontos e figurando nas respectivas oitava, nona e décima colocações da tabela de classificação.

Últimas