Futebol Justiça bloqueia R$ 14,3 milhões do Corinthians por dívida com a CET

Justiça bloqueia R$ 14,3 milhões do Corinthians por dívida com a CET

Valor se refere aos serviços de trânsito prestados pela companhia em dias de jogos do clube. Há ainda inclusão de multa

Lance
Corinthians passa por sérios problemas financeiros

Corinthians passa por sérios problemas financeiros

Lance

Na última sexta-feira, o Corinthians foi sentenciado a um bloqueio de R$ 14,3 milhões em suas contas por determinação da Justiça referente a um processo movido pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

O despacho foi publicado no Diário Eletrônico da Justiça e sentenciado pelo juiz Emílio Migliano Neto, da 7ª Vara de Fazenda Pública. A disputa entre as partes, no entanto, não é recente, tendo começado em 2016. O tema da batalha judicial se dá pelo não pagamento pelo serviços de trânsito prestados pela companhia em dias de jogos do Timão em determinado período.

Segundo a CET, o clube descumpriu a lei municipal de nº 14.072, de 18 de outubro de 2005, que permite a cobrança "dos custos operacionais de serviços prestados em eventos, relativos à operação do sistema viário". O Corinthians, com base na legislação, deve valores entre março de 2006 e outubro de 2015.

As partes chegaram a um acordo em 2019 no valor de R$ 9,7 milhões, que seriam pagos em 100 parcelas pelo Timão. A companhia, no entanto, afirma ter recebido apenas seis prestações do montante, o que provocou a ida novamente à Justiça cobrando juros e multas, que elevaram a quantia para R$ 14.344.174,71. Esse é o montante que o juiz ordenou o bloqueio nas contas.

Até setembro do ano passado, o clube tinha mais de R$ 920 milhões em dívidas acumuladas, segundo balancete divulgado. As contas de 2019, que ainda não foram votadas pelo Conselho, tiveram um deficit de R$ 195 milhões. Já o balanço de 2020 ainda foi publicado, o que deve acontecer até o mês de abril.

Ex da mãe de Neymar foge de clínica e tenta suicídio, garante colunista

Últimas