Jornal francês monta 11 ideal de PSG e Olympique com voto dos torcedores

Cinco brasileiros aparecem entre os 22 titulares das duas equipes. PSG possui muitos jogadores da atual geração, enquanto Olympique de Marseille com atletas dos anos 90

Lance

Lance

Lance

Neste domingo aconteceria o clássico entre Paris Saint-Germain e Olympique de Marseille pelo Campeonato Francês. Colocaria líder e vice-líder frente a frente, embora a equipe da capital esteja com muitos pontos de vantagem. Mas para não deixar os torcedores sem nada, os meios franceses estão promovendo ações para que os torcedores amenizem a ausência do futebol neste período. Uma delas foi feita pelo jornal “L’Equipe” que organizou uma votação com os internautas para definir o 11 titular ideal dos rivais.

Na equipe da capital francesa, muitos jogadores são de um período mais recente da história do time e entre os adversário é o que possui o maior número de brasileiros na “seleção”. A dupla de zaga é formada por Ricardo Gomes, campeão do mundo em 1994, e Marquinhos, do atual elenco. Na ponta direita, os fãs do PSG elegeram Raí, enquanto na esquerda optaram por Ronaldinho Gaúcho. Além de Marquinhos, Verratti, Matuidi e Ibrahimovic, atletas com história recente no clube, também entraram no elenco.

Pelo lado do Olympique de Marseille, equipe que teve grande protagonismo na década de 1990, na França, os atletas mais conhecidos pertencem a uma outra geração e que também atuaram em outros grandes clubes europeus após saírem da equipe do Vélodrome. Além do zagueiro brasileiro Mozer, que atuou no Flamengo, também está no plantel o goleiro Barthez, com grande passagem pelo United, Deschamps, campeão do mundo com a França em 1998, como jogador, e 2018, como técnico, e Didier Drogba, atacante que teve muito destaque jogando com a camisa do Chelsea.

Veja os 11 titulares de cada time eleitos pelos torcedores:

PSG: Lama; Fournier, Ricardo Gomes, Marquinhos e Heinze; Verratti, Matuidi, Raí e Ronaldinho; Weah e Ibrahimovic.

Olympique: Barthez; Amoros, Boli, Mozer e Di Meco; Deschamps, Sauzée, Waddle e Abedi Pele; Papin e Drogba.