Futebol Inglaterra pressiona Uefa por final da Champions League no Wembley

Inglaterra pressiona Uefa por final da Champions League no Wembley

Decisão está marcada para Istambul, na Turquia, país que vive uma nova onda de transmissão de Covid-19 e está na 'lista vermelha' do Reino Unido

Lance
Lance

Lance

Lance

O Reino Unido está pressionando a Uefa para que a final da Champions League entre Manchester City e Chelsea seja disputada no Wembley, segundo a imprensa inglesa. A decisão está marcada para Istambul, na Turquia, onde há uma nova onda de transmissão da Covid-19.

Membros do governo britânico já estão conversando com representantes da maior entidade do futebol europeu, mas nenhuma mudança foi anunciada. No entanto, há um entendimento de que a Uefa estaria disposta a mudar o local da partida e deve haver uma nova reunião nesta segunda-feira.

> Veja a tabela da Champions League

O Reino Unido colocou a Turquia na "zona vermelha" e recomenda que os cidadãos não viagem ao país para atividades de lazer. Quem for para Istambul, seja a passeio ou a trabalho, terá que fazer um período de isolamento social de 10 dias, além de dois testes de Covid-19, além de ter que arcar com um custo pessoal de quase duas mil libras (R$ 14 mil).

A Uefa coloca como pré-requisito para a mudança da decisão para o Wembley a presença de público, que pode acomodar cerca de 21 mil pessoas caso a partida seja classificada como um evento-teste. Até o momento, nenhuma partida no principal estádio de Londres recebeu mais do que 10 mil torcedores.

Últimas