Futebol Ídolos do Flamengo apontam caminho e mostram confiança em título da Libertadores

Ídolos do Flamengo apontam caminho e mostram confiança em título da Libertadores

Djalminha e Sávio, que jogaram no Rubro-Negro na década de 90, acreditam no tri em Guayaquil

Lance
Lance

Lance

Lance

Flamengo e Athletico Paranaense se enfrentam neste sábado, pelo título da Copa Libertadores. E para Djalminha e Sávio, ídolos do Rubro-Negro carioca da década de 90, o Clube da Gávea tem tudo para levar seu terceiro título da competição mais importante da América.

+ Flamengo x Athletico: Guayaquil vive problema de segurança antes de final da Libertadores

Djalminha exaltou o elenco do Flamengo antes da decisão. Para o ex-jogador, o poderio dos cariocas é acima de qualquer equipe da América do Sul. Além disso, frisou o diferencial para o Rubro-Negro: o trio ofensivo, formado por Arrascaeta, Gabigol, Everton Ribeiro e Pedro.

- O forte do Flamengo, independentemente de ter um bom conjunto que já joga junto há muito tempo, são os jogadores que realmente fazem a diferença. É uma equipe que tem quatro jogadores que desequilibram e são acima da média - disse, antes de completar:

- Não é qualquer equipe que tem isso. As equipes no Brasil não costumam ter quatro jogadores do mais alto nível igual o Flamengo tem. Então, acho que o ponto mais forte do Flamengo é ter Arrascaeta, Pedro, Gabigol e Everton Ribeiro. Acho que o principal diferencial do Flamengo é ter esse ponto central no time - analisou.

+ Flamengo x Athletico: saiba quantos milhões ganha o campeão da Libertadores

Sávio, por sua vez, relembrou um duelo importante diante do Vélez Sarsfield, rival da semifinal, na fase de classificação para a Libertadores de 1997. Em entrevista à Betfair, o ex-jogador também mostrou grande confiança em Pedro para decidir a final.

- Foi um jogo especial porque foi fora de casa lá em Buenos Aires. Foi um 3 a 0 e eu fiz o hat-trick em um jogo fantástico em que tudo deu certo. Um jogo difícil porque era ainda em 1997 e era um Vélez com muitos jogadores campeões do mundo em 94/95. Era um grande time. Então, chegar lá e fazer um hat-trick entra pra história - frisou.

- Primeiro, eu, como ex-atleta e torcedor do Flamengo, espero sempre algo diferente. O Pedro é um jogador diferenciado realmente e de uma parte técnica muito legal. A gente que tá fora de campo vê. E ele tá fazendo uma temporada muito legal, muito regular. Então seria fantástico ele terminar essa Libertadores e tudo que vem fazendo nessa competição de uma forma positiva, com gols e título. Então para setenciar realmente a gente sempre espera, como rubro-negro torcedor, algo diferente do Pedro - concluiu.

+ Veja a tabela da Libertadores

Flamengo e Athletico entram em campo a partir das 17h (de Brasília), no Estádio Monumental de Guayaquil. Final única é sinônimo de emoção, ou seja, quem vencer leva a taça para casa. Em caso de empate, o jogo vai para prorrogação e pênaltis.

Últimas