Futebol Goleada aumenta 'temperatura' no futebol do Fla; Braz dará entrevista

Goleada aumenta 'temperatura' no futebol do Fla; Braz dará entrevista

Cúpula do futebol rubro-negro, no Equador, reuniu-se após o 5 a 0 sofrido. Neste sábado, o vice-presidente de futebol Marcos Braz atenderá à imprensa para dar esclarecimentos

Lance
Lance

Lance

Lance

Para a cúpula de futebol do Flamengo, presente no Equador para os dois jogos da Copa Libertadores, as horas seguintes da goleada sofrida por 5 a 0, na noite de quinta-feira, foram de busca por explicações para o futebol apresentado em Quito e a falta de sintonia entre as ideias de Domènec Torrent e os jogadores.

Já em Guayaquil, o vice-presidente de futebol Marcos Braz é quem virá a público dar explicações à torcida em entrevista neste sábado, às 13h30 (de Brasília). A discussão interna, entre diretoria, comissão técnica e jogadores seguirá visando a evolução do time que enfrenta o Barcelona na terça. O confronto ganhou ares de decisão por conta da derrota histórica em Quito.

Ao ser questionado sobre a pressão do cargo e seu futuro no clube, o próprio Domènec Torrent deixou a questão nas mãos da diretoria do Flamengo. O espanhol foi contratado com o respaldo de Marcos Braz, nome forte do Ninho, e que foi à Europa conversar com Dome junto com o diretor Bruno Spindel.

- Quando ganha, todos estão felizes. Quando perde... a derrota por 5 a 0 é dolorosa. Eu e os jogadores estamos focados. Se quiser falar disso, tem que ser com outras pessoas, não comigo - avaliou Domènec Torrent após a goleada.

A apresentação contra o Del Valle, em noite que o adversário atuou com total liberdade e chegou aos cinco gols com facilidade, expôs a falta de sintonia entre a ideia de jogo proposta por Dome e os jogadores. Contudo, a postura do time em campo, sem intensidade e passivo diante do rival, também foi pauta nas conversas que sucederam a pior derrota da história do Fla na competição.

Últimas