Futebol Gabigol diz que também sofreu injúria racial e cobra punição após episódio em Assunção: 'Passam pano'

Gabigol diz que também sofreu injúria racial e cobra punição após episódio em Assunção: 'Passam pano'

Atacante do Flamengo, autor de dois gols diante do Olimpia, na noite passada, falou com jornalistas no desembarque da delegação rubro-negra

Lance
Lance

Lance

Lance

A delegação do Flamengo desembarcou no Aeroporto Internacional Tom Jobim na manhã desta quinta-feira, no Rio de Janeiro. Gabigol atendeu a jornalistas presentes no saguão e, além de brincar sobre o primeiro jogo do clube como visitante com torcida durante a pandemia, falou sobre o triste episódio de injúria racial sofrido por jogadores do Rubro-Negro enquanto ocorria o jogo diante do Olimpia, em Assunção, na noite passada, pela ida das quartas de final da Libertadores.

- Eu sofri também. Depois do jogo, tive que dar coletiva, atravessei o campo e discute com o cara da Conmebol. Eles falaram que iam denunciar e não aconteceria mais. É muito ruim. Isso não existe mais. Ficamos tristes e não é a primeira vez. Aconteceram várias vezes comigo, com colegas e não gostamos.

- Sabemos que eles acabam passando um pano e segue o jogo, mas sempre acho que isso não é certo. Espero que tomem uma decisão importante sobre isso, porque não é certo, e todos sabem - completou o camisa 9.

Na entrevista coletiva concedida logo após a vitória sobre o Olimpia, por 4 a 1, Renato Gaúcho também comentou acerca do ocorrido no Estádio Manuel Ferreira, que recebeu cerca de 2 mil torcedores (vacinados) do clube mandante.

- Infelizmente, tem acontecido isso. Uma injúria racial. Cobrei muito do delegado e do árbitro. Passamos para a diretoria, que vai tomar as devidas providências. Muito triste, isso choca, acontece no Brasil e no mundo todo. Nós, que temos possibilidade, temos que falar para que as autoridades façam o necessário - disse o treinador.

Com o resultado em Assunção, o Flamengo traz para a partida de volta uma vantagem expressiva. O duelo será na próxima quarta-feira, em Brasília, e o Rubro-Negro pode perder até por 3 a 0 ou por dois gols de diferença (4 a 2, 5 a 3 e assim por diante) que avançará para as semifinais da Libertadores.

+ Veja a tabela completa do Brasileirão

Agora, no entanto, a chave volta a direcionar para o Brasileiro. O próximo compromisso será diante do Sport, no domingo, pela 16ª rodada e no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Últimas