Futebol Fluminense tem média de 5,1 finalizações certas em 2022; número caiu nos últimos sete jogos

Fluminense tem média de 5,1 finalizações certas em 2022; número caiu nos últimos sete jogos

Tricolor também vem sofrendo mais gols e passa por instabilidade em todos os setores desde o título do Carioca

Lance
Lance

Lance

Lance

Após o empate com o Unión Santa Fe (ARG), o técnico Abel Braga atribuiu os problemas do Fluminense à baixa criação de jogadas. Com 35 gols marcados em 26 partidas de 2022, o Tricolor conseguiu diminuir a média de finalizações que já era baixa. E se acertar o alvo já está difícil, balançar a rede é ainda mais: nos sete jogos desde o título no Campeonato Carioca, um jogador do Flu balançou a rede em apenas dois deles. Diante do Cuiabá o gol foi de Paulão, contra, e nos outros quatro duelos o time passou zerado.

+ Cruzeiro vai construir arena? Veja os projetos de novos estádios dos clubes brasileiros

A média total de finalizações do Fluminense na temporada é de 13,4 no total, usando números do "Footstats". Dessas, 5,1 são no gol e 8,3 fora. Mas o Tricolor tem tido cada vez mais problemas para dar trabalho aos goleiros adversários. Logo depois de encerrar o jejum de 10 anos no Estadual ao bater o Flamengo, a média de chutes no alvo caiu para 4,4.

Além de ser pouco criativo na frente, há também problemas atrás. No Brasileirão, é o time que menos sofre finalizações certas contra, com seis em três jogos e 12 fora do alvo. Mas, vale lembrar, Santos e Cuiabá praticamente não chegaram ao último terço do campo. Na Copa do Brasil foram quatro chutes do Vila Nova na meta e sete fora.

Já na Libertadores, o Flu foi a segunda equipe que mais sofreu finalizações contra na fase anterior à de grupos. Foram 22 no alvo e 19 fora em quatro partidas. Na Sul-Americana já são 17 na direção do gol 22 fora. Com a melhor defesa do Carioca, o Tricolor foi o que menos teve o gol atacado. Foram 43 chutes na direção certa e 89 na errada.

Veja a tabela da Sul-Americana

​- A verdade é que estamos criando muito pouco. Para a equipe que nós temos, tudo bem que pode estar abatendo um pouco, mas o estado anímico não é o ideal. Vamos tentar jogo a jogo melhorar. Não adianta, vamos fazer o que? Continuar trabalhando, amanhã tem treino, depois jogo. Vamos ver dentro daquilo que podemos contar. Entra um joga bem, outro nem tanto. Acho que hoje só teve uma virtude, que foi não sofrer gols. Coisa que vinha acontecendo com um time que ficou nove, dez jogos sem sofrer gols. Mas a criação está muito pouca - analisou Abel.

No próximo domingo, o Fluminense volta a campo para enfrentar o Coritiba, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro, às 16h. O time joga novamente pela competição continental na quarta, às 21h30, quando recebe o Junior Barranquilla (COL).

Últimas