Futebol Fluminense ainda não venceu como mandante nesta temporada; veja a análise e o comparativo com 2020

Fluminense ainda não venceu como mandante nesta temporada; veja a análise e o comparativo com 2020

Em três partidas jogando em casa, o Tricolor perdeu duas e empatou uma. Porém, desempenho como visitante chega a 75% de aproveitamento

Lance
Lance

Lance

Lance

No atual Campeonato Carioca, o Fluminense vem realizando uma campanha irregular. No entanto, dentre as correções que Roger Machado terá de fazer a sua equipe, ainda há uma questão importante a ser debatida: a falta de vitórias como mandante. Até aqui, neste quesito o Flu perdeu dois jogos e empatou um. Logo, o que ocasionou esses resultados? Até que ponto isso pode prejudicar o time que vai disputar a Libertadores? Assim, confira o comparativo do Tricolor jogando em casa na temporada passada e a análise das causas e consequências em não somar pontos em seu território.

> Veja como o Fluminense está na classificação do Carioca

A campanha do Flu neste momento esbarra na irregularidade que foi, de longe, o menor problema em 2020. Da 24ª rodada até a 38ª do último Brasileirão, por exemplo, o Tricolor não alternou mais que duas posições na tabela, entre a sétima colocação e a quinta, já no final do campeonato.

No entanto, a variação apresentada neste Carioca, ao menos no que se diz em não conseguir uma sequência regular, vem apresentando problemáticas na tabela. Por isso, hoje, o Fluminense está no quinto lugar, fora da zona de classificação para as semifinais, com 10 pontos - três vitórias, um empate e três derrota, em sete partidas.

Porém, embora o nível seja baixo e as comparações quase desconsideráveis, o momento do Fluminense no Carioca pode servir de reflexão para o desempenho apresentado jogando "em casa".

A três rodadas longe do Maracanã - por conta da "pausa emergencial" no Rio de Janeiro -, o Tricolor viu no Elcyr Resende, em Saquarema, e no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, suas "casas" temporárias. Veja como foram os resultados do Flu como mandante nesta temporada:

2ª rodada - Fluminense 0 x 3 Portuguesa-RJ (Maracanã)
6ª rodada - Fluminense 2 x 3 Volta Redonda (Elcyr Resende)
7ª rodada - Fluminense 1 x 1 Vasco (Raulino de Oliveira)

DESEMPENHO A BAIXO

É sempre bom ressaltar que, o conceito de mandante e visitante durante a pandemia ficou destorcido. Isso porque, a ausência da torcida nos estádios faz uma diferença gritante para o emocional dos jogadores. No entanto, o desempenho apresentado pelo Flu em casa, neste carioca, tira como lição alguns pontos importantes.

O Tricolor teve o azar de pegar as sensações do Estadual em suas dependências. Assim, contra a Portuguesa-RJ, os jovens do sub-23 jogaram mal e acabaram sendo presas fáceis ao time da Ilha do Governador. Nesse ponto, a atenção fica por conta de reforçar mais o elenco, uma vez que o banco é praticamente composto por jovens que, embora façam a diferença em suas respectivas categorias, ainda pecam por inexperiência em alguns momentos.

Já no outro revés em casa, foi a vez de ser superado pelo Volta Redonda. Embora os titulares estivessem de volta, o ritmo ideal ainda não havia se estabelecido. Logo, o clube sofreu com má atuação do sistema defensivo e viu em Alef Manga seu algoz principal. É verdade que as condições não foram as melhores, uma vez que o gramado de Bacaxá apresentava um descuido pouco provável no Brasileirão e na Libertadores, por exemplo.

Na partida contra o Vasco, apesar de ser um clássico, o Flu poderia ter aproveitado melhor o bom momento que teve após empatar, porém, foi pressionado e quase saiu derrotado.

Fluminense x Volta Redonda - Fred e Martinelli

Fluminense x Volta Redonda - Fred e Martinelli

Lance

Fred marcou duas vezes contra o Volta Redonda. LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

DE OLHO NA LIBERTADORES

É evidente que as comparações sequer são cabíveis. A Libertadores, de fato, apresenta um nível muito superior a qualquer Estadual no Brasil. Entretanto, por adventos do calendário brasileiro e, consequentemente, da pandemia, o Flu tem no Carioca sua maior e única preparação para o torneio Sul-Americano, cujo qual o Tricolor estreia em meados do próximo dia 20.

Assim, melhorar o desempenho em suas dependências, principalmente quando voltar a atuar no Maracanã, é essencial para dar a confiança necessária aos atletas que vão precisar somar pontos em casa.

+ Rumo à Libertadores: Fluminense tem mais de 60% dos titulares estreando na competição

Além disso, ainda sobre essa lógica, é importante lembrar que, como o Fluminense está no pote 3, do sorteio que será realizado no próximo dia 9, pode ter em seu grupo adversários complexos para ganhar fora de casa. Entre eles, Boca Juniors (ARG), na La Bombonera, Racing (ARG), no Estádio Presidente Perón e a LDU (EQU), com sua habitual altitude de quase 3000m, por exemplo.

COMPARAÇÃO COM 2020

Na temporada passada, o Flu desempenhou melhores resultados em casa, tanto no início do ano - quando ainda havia o incentivo da torcida - quanto no final, já nas últimas rodadas do Brasileirão.

No Carioca, por exemplo, em 10 partidas em casa, o Tricolor venceu quatro, empatou duas e perdeu três - uma a mais do que o atual momento. Já no Brasileirão, o desempenho foi de 11 vitórias, cinco empates e apenas três derrotas em 19 jogos, praticamente 67% de aproveitamento.

Por outro lado, as partidas fora de casa vem sendo um triunfo este ano. Até aqui, de 12 pontos possíveis o Flu somou nove, tendo um aproveitamento de 75% em seu desempenho. Já no ano passado, o Fluminense terminou o estadual com 60% de aproveitamento fora de casa e o Brasileirão com 45.6%.

PRÓXIMOS JOGOS

Na próxima terça-feira, às 21h35 (de Brasília), o Fluminense volta a campo contra o Macaé, no Estádio Raulino de Oliveira, pela oitava rodada do Carioca. Mais uma vez como visitante, o Tricolor vai ter a chance de ampliar seu retrospecto positivo fora de casa. Veja os próximos jogos do Fluminense como mandante:

9ª rodada - Fluminense x Nova Iguaçu (Maracanã)
10ª rodada - Fluminense x Botafogo (Maracanã)
11ª rodada - Fluminense x Madureira (Maracanã)

Últimas