Ferroviária vence Corinthians e conquista Brasileiro feminino

Após empate sem gols no tempo normal, time de Araraquara fez 4 a 2 nas cobranças de pênaltis, no Parque São Jorge, neste domingo (29)

Ferroviária se torna bicampeã brasileira, conquista inédita na categoria

Ferroviária se torna bicampeã brasileira, conquista inédita na categoria

Edu Garcia/R7

A Ferroviária venceu o Corinthians nos pênaltis (4 a 2), no Parque São Jorge, neste domingo (29), e se tornou o primeiro time bicampeão do Campeonato Brasileiro Feminino da história do torneio. O primeiro jogo da final havia terminado empatado em 1 a 1.

Luana, Aline Milene, Andreia e Jéssica converteram as cobranças para a equipe interiorana. No Corinthians, apenas Vic Albuquerque e Gabi Zanotti estufaram a rede. Tamiris parou na goleira Luciana e Ingryd chutou para fora.

O jogo

O Corinthians começou o duelo sobrando, com boa movimentação e troca de passes, e também teve as melhores chances de abrir o marcador diante de sua torcida, que compareceu em bom número. Apesar de ter se esforçado para estufar a rede da Ferroviária, as meninas do Timão pecavam no último passe.

Leia também: Corinthians e Ferroviária lutam por título Brasileiro feminino de 2019

A primeira boa chance foi nos primeiros minutos de jogo, quando Pardal desviou de cabeça e acertou a trave da Ferroviária. Ainda na primeira etapa, Millene perdeu duas oportunidades de tirar o marcador do zero, mas, em ambas, parou na goleira Luciana.

Vic Albuquerque e Tamires também arriscaram ao gol, mas não acertaram a meta adversária. Pelo lado das visitantes, Aline Milene perdeu a única boa chance, quando viu Lelê fazer uma defesa difícil com os pés.

Com o zero a zero no placar, o Corinthians voltou para a etapa final na tentativa de fazer valer a excelente campanha na competição e tentar não levar a decisão para os pênaltis.

Foi pressão em cima de pressão. Em menos de dez minutos, duas tentativas da equipe alvinegra. Crivelari tentou de cabeça, mas mandou para fora, enquanto Millene bateu cruzado e viu Luciana defender.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Apesar de conseguir criar as principais jogadas de perigo, o Corinthians sofria com a marcação da equipe rival. Quando conseguia furar o bloqueio, parava na goleira Luciana, que cresceu na decisão e salvou bolas importantes.

Nos minutos finais, só deu Timão, que tentou de todas as formas soltar o grito da torcida em casa, mas não conseguiu assegurar a taça de 2019 e ficou com o vice-campeonato.