Futebol Fagner credita posicionamento mais recuado a uma 'questão tática' e diz: 'Quero ajudar o Corinthians'

Fagner credita posicionamento mais recuado a uma 'questão tática' e diz: 'Quero ajudar o Corinthians'

Lateral-direito concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira e falou sobre o tema que tem incomodado a torcida do Corinthians. Ele ainda falou que não conversou com Sylvinho

Lance
Lance

Lance

Lance

Na tarde desta sexta-feira, Fagner concedeu entrevista coletiva virtual diretamente do CT Joaquim Grava e o principal tema da conversa com a imprensa foi seu posicionamento no campo, que tem sido muito criticado pela torcida do Corinthians. Sem entrar em polêmica, o camisa 23 falou do aspecto tático dessa função e disse que a prioridade é ajudar o Timão a vencer.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Jemerson e Otero dão adeus! Veja quem já deixou o Corinthians em 2021

Ao ser perguntado o que achava da insatisfação da Fiel torcida em relação a estar jogando mais recuado do que costuma, limitando sua participação ofensiva, o lateral explicou que a decisão de Sylvinho tem um contexto estratégico, que envolve também o potencial de Gustavo Mosquito no corredor direito. Além disso, ele ressaltou que sua posição também exige a composição defensiva e que sempre vai procurar fazer o que for melhor para o clube,

- Acredito que são situações de jogo, a gente tem que ter uma leitura de estratégias, acredito que o principal fator para isso estar acontecendo é a questão tática, a gente tem uma ideia de que a primeira função do lateral é atacar, estar sempre na frente, mas acredito que o lateral compõe uma linha de quatro, ele tem que estar sempre bem estruturado, depende muito de jogo para jogo, depende também do atleta que você tem pela frente. Hoje estão jogando eu e o Gustavo (Mosquito) muitas vezes, é um jogador que tem o "um contra um" muito forte e pela velocidade dele, não dá nem tempo de fazer a ultrapassagem e ele tem tirado vantagem desse "um para um".

- Então acho que é muito da estratégia de jogo, de atleta, de características... Isso não é uma coisa que a gente conversa, mas eu tento fazer o meu melhor, da melhor forma possível para ajudar a equipe, estou bem tranquilo quanto a isso e estou tentando fazer o meu melhor para ajudar o Corinthians.

Como relatou na frase acima, Fagner não conversou com Sylvinho sobre essa questão do posicionamento, já que se trata de hierarquia e pensamento no coletivo. Para o lateral, o Corinthians vem fazendo um bom campeonato brasileiro utilizando essa estratégia e quer continuar contribuindo dessa forma.

- Acho que isso é uma coisa que foge, não tem como você chegar e querer mudar alguma coisa a seu favor. A gente tem que pensar no coletivo, acredito que apesar dos resultados que nós tivemos, o campeonato que estamos fazendo vem sendo bom, acredito que eu tenha ajudado de alguma forma, seja na construção de uma jogada ou até mesmo na parte defensiva. Então isso é muito a critério tático do que a gente vem fazendo, a gente vem fazendo coisas boas e acredito que temos que continuar, lógico que evoluindo, melhorando, para que a gente possa ajudar o Corinthians da melhor forma possível.

Fagner será titular do Corinthians neste domingo, às 16h, em clássico contra o Santos, na Vila Belmiro, pela 15ª rodada do Brasileirão-2021. O Timão ocupa a 11ª posição na tabela com 17 pontos, dez atrás da zona de Libertadores.

Últimas