Futebol Fábrica de craques no feminino: Fluminense chega à final no Sub-18 e atletas valorizam amadurecimento

Fábrica de craques no feminino: Fluminense chega à final no Sub-18 e atletas valorizam amadurecimento

Luiza Travassos e Lara Dantas valorizam o trabalho da comissão técnica e exaltam chance de vestir a camisa tricolor na decisão do Brasileirão

Lance
Lance

Lance

Lance

Não só de homens é formada a famosa "fábrica de craques" do Fluminense. Ali pertinho dos garotos estão as "Meninas de Xerém", que brilharam e entram em campo para a primeira final do Campeonato Brasileiro Feminino Sub-18 da história do clube. A atual edição ainda é a de 2020 e apenas a segunda realizada pela CBF da categoria. O jogo de ida, contra o Internacional, será neste sábado, nas Laranjeiras, às 10h. A volta está marcada para o dia 20.

> Fluminense é o grande há mais tempo sem conquistar o Carioca: relembre as campanhas dos últimos 20 anos

Para as jogadoras, a experiência adquirida no ano de estreia, em 2019, foi importante. O Tricolor até foi bem na primeira fase, mas acabou eliminado na segunda sem pontos conquistados. Agora, com sete vitórias em 11 partidas, o Flu chega inclusive com confiança para a decisão após uma goleada por 5 a 1 sobre o Santos na Vila Belmiro.

- Acho que o primeiro Brasileiro foi muito importante para nós, como equipe e individualmente, porque foi a primeira competição de grande porte que a gente disputou com o Fluminense. Foi muito bom para criarmos uma casca. Fomos com um time muito novo, isso fez com que já chegássemos nesse Brasileiro com uma equipe nova, mas ainda assim, com essa maturidade. Então, eu acredito que faltava essa casca que criamos com o passar do tempo - disse Luiza Travassos, em contato com o LANCE!.

VEJA A TABELA DO CAMPEONATO CARIOCA

Luiza, inclusive, protagonizou uma emocionante entrevista após a vitória na semifinal. Ela exaltou a comissão técnica por acreditar nas jogadoras e, com lágrimas nos olhos, agradeceu pelo trabalho. A jogadora voltou a falar sobre a importância da parceria durante esta complicada temporada.

- A comissão é extremamente importante pra gente. Realmente somos nós que jogamos, tocamos na bola, mas eles também jogam com a gente e fazem de tudo por nós, são fundamentais para o nosso desenvolvimento. Todos têm uma grande parte na minha evolução, eles prestam muita atenção na gente, sempre querendo ajudar. Eu acho que da mesma forma em que eles acreditam na gente, nós acreditamos neles, no trabalho e nas ideias que eles propõem, e isso é muito bom e faz a diferença dentro de campo - afirmou.

Assim como o esporte ao redor do mundo, o futebol feminino também foi bastante afetado pela pandemia. No Fluminense, o procedimento com os atletas do masculino foi repetido com as mulheres, que fizeram treinamentos virtuais enquanto não havia o retorno das competições.

- Na questão da pandemia, é muito mais do que só dentro de campo, mas também o extracampo, o apoio de saber realmente o que a atleta está precisando, para assim, buscarmos esse título como Fluminense. Eu aprendi muito com todos da comissão, o trabalho deles é fundamental pra gente. Eu acho que a maior dificuldade foi o treinamento na pandemia, e conseguir manter a motivação. Durante esse tempo eles também me ensinaram muito sobre tática, técnica, treinávamos pela plataforma online, da maneira que era possível - relembrou.

Lara Dantas - Fluminense

Lara Dantas - Fluminense

Lance

Lara Dantas comemora gol (Foto: Adriano Fontes/Fluminense FC)

Outro destaque desta campanha é Lara Dantas, com três gols na competição. Ela seguiu a mesma linha da companheira e destacou a importância da comissão técnica, liderada pelo treinador Filipe Torres. A atacante também comentou a emoção de atuar com a camisa do Fluminense.

- A principal mudança foi o amadurecimento da equipe no geral, e o tempo necessário para estarmos preparadas o suficiente. Só nós sabemos, por tudo o que passamos, e se não fosse essa comissão maravilhosa a gente não chegaria a lugar nenhum. Comissão diferenciada, uma família. Acho que a maior dificuldade nesse período foram os treinos pela plataforma online. A motivação é diferente, mas continuamos unidas para voltarmos mais fortes do que nunca - afirmou a jogadora.

TORCIDA PELO FLU E EMOÇÃO

Luiza Travassos não esconde que é torcedora do Fluminense. Após a entrevista, viralizou na internet um vídeo dela "narrando" o gol do título do Tricolor em 2012, no Campeonato Brasileiro. A jogadora de 16 anos falou sobre a emoção de representar o clube.

- Eu falo bastante sobre a sensação de representar o Fluminense. Quando eu assistia na televisão, nunca pensei que poderia ser eu vestindo a camisa do clube e passando na TV para que outras pessoas pudessem assistir também. É um clube com muita história, Xerém já revela vários craques, e agora queremos fazer história no feminino também. É grande a responsabilidade de escrever esse primeiro título do Fluminense feminino - celebrou.

Luiza Travassos - Fluminense

Luiza Travassos - Fluminense

Lance

Vídeo de Luiza com a camisa do Fluminense viralizou na internet (Foto: Reprodução)

Lara também valorizou a oportunidade de estar no Fluminense. O projeto de base, assim como o feminino, foi criado a partir de uma parceria firmada no fim de 2018 com o projeto Daminhas da Bola, da técnica da equipe principal e auxiliar da base, Thaissan Passos.

- Jogar com essa camisa é uma sensação que poucos podem ter, um orgulho e satisfação, ainda mais depois de tudo o que passamos até chegarmos aqui - completou.

Últimas