Futebol Ex Menino da Vila é principal rival de Marinho na briga pela artilharia

Ex Menino da Vila é principal rival de Marinho na briga pela artilharia

Claudinho, formado nas categorias de base do Santos, tem um gol a mais do que o camisa 11, e hoje lidera a tábua de principais goleadores do Brasileirão 2020

Lance
Lance

Lance

Lance

O atacante Marinho, eleito Rei da América pela Conmebol, mesmo após ter perdido o título da Libertadores para o Palmeiras, pode terminar a temporada 2020 com mais um prêmio individual: o de principal artilheiro do Campeonato Brasileiro.

Para isso, no entanto, o camisa 11 do Peixe terá dois desafios para superar. O primeiro deles é o de se recuperar a tempo para estar em campo no próximo compromisso do Santos, sábado que vem, às 19 horas, diante do Coritiba, na Vila Belmiro.

O atacante saiu da final da Libertadores sentindo dores, perdeu os jogos contra Grêmio e Atlético-GO e, segundo o técnico Cuca, ainda é dúvida para o compromisso da 36ª rodada do Brasileirão, no próximo fim de semana.

O segundo desafio é superar um ex-Menino da Vila, que vive fase iluminada: Claudinho. O camisa 10 do Bragantino respirou ares da Baixada entre 2003 e 2015, passando por praticamente todas as categorias de base.

Confira a tabela e faça a simulação dos jogos finais do Brasileirão

Quando chegou a hora de mostrar seu valor, no entanto, acabou não conseguindo repetir o desempenho e trocou a Vila Belmiro pelo Corinthians, antes de ir para o Red Bull Bragantino e, finalmente, deslanchar.

Claudinho é artilheiro isolado do Campeonato Brasileiro, com 17 gols (antes do jogo de domingo, contra o Flamengo), um a mais do que o santista Marinho e também um à frente de Thiago Galhardo. O jogador do Internacional, no entanto, foi negociado com o exterior e não disputa mais a competição. Atrás deles, o são-paulino Luciano, com 14, corre por fora, com alguma esperança de assumir a artilharia.

Caso não jogue contra o Coritiba, Marinho ainda terá pela frente o clássico contra o Corinthians e os jogos contra Fluminense e Bahia para tentar ultrapassar Claudinho. O meia do Red Bull Bragantino, por sua vez, terá como três últimos rivais Sport, Goiás e Grêmio. E aí: quem levará a “chuteira de ouro” do Brasileirão?

Últimas