Futebol Evita! Sylvinho começa a ter deadline no Corinthians; entenda

Evita! Sylvinho começa a ter deadline no Corinthians; entenda

Em reunião recente com torcedores uniformizados, o presidente Duílio Monteiro Alves pediu até o fim do primeiro turno para que apoio fosse maior que cobranças

Lance
Lance

Lance

Lance

O relógio do técnico Sylvinho começou a contar no Corinthians. Com dois meses de trabalho completos na última sexta-feira (30), o treinador ainda não se firmou no comando do clube e possui mais derrotas (seis) do que vitórias (14), em 14 partidas.

Há duas semanas, após manifestação de membros de algumas torcidas organizadas no CT Joaquim Grava, o presidente corintiano Duílio Monteiro Alves deu prazo até o fim do primeiro turno para que Sylvio organize o time em campo.

>> Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos
>> Baixe o app de resultados do LANCE!

- Estive recentemente com representantes de todas as torcidas organizadas, depois me pediram para eu acompanhá-los até a grave onde estava uma quantidade enorme de torcedores aguardando, e conversei com eles também. O que foi colocado não foi o Sylvinho ter sete jogos, eles vieram com algumas considerações, opiniões, como time vina rendendo, o que vinha acontecendo, que o time não melhorava. Eu não entendo assim, acho que com o Sylvinho o Corinthians melhorou bastante em termos de organização dentro de campo. Entendo que temos muito a melhorar. Não estou satisfeito, como ninguém aqui dentro do Corinthians está. A gente sabe que pode dar e render muito mais do que estamos rendendo. Coloquei a eles que desse um tempo para trabalhar, sem manifestações quase que diárias, como está acontecendo, que atrapalha o dia dia. Temos atletas jovens, gente chegando, como Renato (Augusto), que a casa, Giuliano, que ainda não jogou no Corinthians, não conhece. O Sylvinho, como treinador, está há dois meses no clube, então acho que é muito pouco para que se faça um trabalho e se coloque uma forma de jogar. Sete jogos, além dos números, no momento que vieram faltavam sete jogos para o fim do primeiro turno e pedi pra eles que apoiassem e não tivesse mais manifestações, para que tenhamos a evolução previsa, planejada e trabalhada diariamente - disse o mandatário do Timão em entrevista à rádio Capital, no último sábado (31).

Com isso, Sylvinho tem mais cinco jogos para fazer com que o elenco do Corinthians demonstre evolução e conquiste bons resultados. O primeiro desses compromissos será já neste domingo (8), às 16h, contra o Santos, na Vila Belmiro, pela 15ª rodada do Brasileirão. Posteriormente, o Time do Povo encara Ceará, Athletico-PR, Grêmio e Juventude, fechando o primeiro turno do Brasileirão.

Isso não significa que passado o prazo o profissional será sumariamente demitido, mas começará conviver com uma pressão mais intensa vindo dos torcedores.

Ainda que o público ainda não esteja permitido nos estádios de São Paulo, a torcida corintiana tem realizado constantes protestos em frente às dependências do clube, tanto com cobranças relativas a gestão, quanto ao futebol, e recentemente foi peso grande para a demissão do ex-treinador Vagner Mancini.

O pedido de Duílio aos torcedores é que até o fim do primeiro turno o apoio fosse maior do que a cobrança. No entanto, com o desempenho oscilante do Corinthians somado a pressão da torcida o ponto de segurança da diretoria para manter Sylvinho no cargo se desgastará.

Últimas