Futebol Enderson nega que Botafogo tenha dependência em Chay: 'Temos que buscar alternativas'

Enderson nega que Botafogo tenha dependência em Chay: 'Temos que buscar alternativas'

Treinador do Botafogo explicou que equipe não criou esse tipo de relação com nenhum jogador; contra o Guarani, pela Série B do Brasileirão, camisa 14 teve atuação apagada

Lance
Lance

Lance

Lance

'Chaydependência'? Para Enderson Moreira, não. O treinador do Botafogo explicou, após o empate em 1 a 1 com o Guarani, nesta quarta-feira, no Brinco de Ouro, pela 19ª rodada da Série B do Brasileirão, que o Alvinegro não possui dependência em nenhum jogador.

+ ATUAÇÕES: Rafael Navarro e Oyama são os destaques do Botafogo no empate contra o Guarani

– Acho que a gente já deu uma demonstração durante esse período que conseguimos vitórias importantes. Nossa vitória contra o Confiança foi sem o Chay em campo. Não criamos nenhum tipo de dependência com nenhum atleta. Claro que são jogadores importantes, mas eu não tenho isso de lamentar as ausências. Gosto de exaltar acima de tudo quem entra, as presenças. A gente tem que buscar alternativas - afirmou o treinador, em entrevista coletiva.

Diante do Bugre, Chay, por exemplo, teve uma atuação apagada. Sem o camisa 14 aparecendo com frequência, o Alvinegro mostrou dificuldade para criar chances e furar o bloqueio criado pelo rival.

+ Botafogo oferece novo valor e fica perto de acordo para ter Chay

– O jogador não vai desenvolver sempre o seu melhor jogo, mas a gente tem que criar outros recursos para isso. De uma maneira geral, não fizemos um bom jogo tecnicamente. Em determinado ponto do jogo, a equipe do Guarani se jogou para frente e a gente sabia que se selecionasse melhor essa transição poderia criar situações melhores - completou o técnico.

MAIS ASPAS DE ENDERSON MOREIRA

Sistema defensivo
- Se levarmos em consideração que levamos o segundo gol em sete jogos, e também tem mérito do outro lado. São vários cruzamentos da área, o Guarani teve chance em outras duas bolas na área. Eles fizeram uma inversão de jogo e nós não conseguimos diminuir, isso facilitou muito. Existe mérito deles, mas a gente tem dado, acima de tudo, boa consistência no sistema defensivo.

Escolha por Barreto e Luís Oyama como volantes
- Eu acho que os três atletas são muito qualificados, ainda temos outros que podem fazer essas funções, como Romildo, Ricardinho, Kayque, Rickson, Frizzo... São boas opções ali. Os três têm jogado mais. Como o Pedro vinha de uma sequência grande, escolhemos Barreto e Oyama. É uma competição bem interessante no setor. Estamos muito bem servidos.

Últimas