Futebol Enderson Moreira elogia elenco do Botafogo e destaca capacidade de superação: 'Enfrentar as dificuldades'

Enderson Moreira elogia elenco do Botafogo e destaca capacidade de superação: 'Enfrentar as dificuldades'

Técnico afirmou que time abraçou sua filosofia de trabalho, disse que há muito o que ser aperfeiçoada e ressaltou a necessidade de enfrentar os momentos difíceis

Lance
Lance

Lance

Lance

Depois da vitória sobre o Vasco por 2 a 0, Enderson Moreira concedeu entrevista coletiva. O técnico comentou sua chegada no clube, revelou estar aproveitando aspectos do trabalho de Chamusca e destacou a capacidade de superação do time. Ele assumiu a equipe há três rodadas e até agora não sofreu nenhuma derrota ou empate.

- Eu cheguei faz muito pouco tempo, é difícil dizer o que aconteceu. Tenho trabalhado com os atletas numa linha do que eu penso, não que o que estava sendo feito não era o correto, pelo contrário: estamos aproveitando muitas coisas positivas, mas eu tenho as minhas ideias de uma maneira muito clara. Quem já conviveu comigo sabe o que eu penso, então eu tento ser o mais direto possível, mostrar para eles que a gente precisa executar algumas situações e acho que eles me abraçaram muito nesse sentido, de tentar colocar essas ideias dentro de campo. É claro que a gente tá num processo de ter que crescer muito ainda, não é porque estamos tendo bons resultados que achamos que está tudo certo, porque não está, temos muita coisa para evoluir. Mas foi muito importante vencer o clássico, contra o grande treinador que é o Lisca e uma equipe com ótimos jogadores. Foi importante para que a gente possa encostar na zona de classificação. Sei que ainda não estamos lá [no G4] e temos muita coisa pela frente, mas é muito importante buscar essa recuperação na competição. Estamos felizes pelos atletas, pelo empenho, dedicação, atenção e por todo o envolvimento de todos para o resultado positivo - disse.

SETOR DEFENSIVO

Enderson aproveitou para falar também do sistema defensivo, e afirmou que todo o elenco precisa estar envolvido em todos os setores.

- O que tenho passado para eles, e que a gente tem que enaltecer, é que o sistema defensivo é toda a equipe. Você vê que os nossos atacantes e jogadores de frente estão preocupados e envolvidos no processo defensivo. O que faz a gente atacar ou defender não é a posição dos jogadores, mas sim a questão de ter ou não a bola. Quando a gente não tem, todo mundo marca. Quando tem, todo mundo tem que jogar. Inclusive o Diego [Loureiro], que dá assistências, passes, que tem função dentro da construção da equipe. Então, o que a gente tem colocado é que a gente precisa defender como um bloco, ter alguns gatilhos para fazer essa compactação. É uma equipe que não deixa a bola entrar muito, principalmente no corredor central. Eles estão, acima de tudo, executando bem. Não é uma questão de um setor ou outro, mas o geral mesmo. É o trabalho da equipe que tem melhorado a cada dia.

+ ATUAÇÕES: Chay e Diego Gonçalves marcam e se destacam em vitória do Botafogo sobre o Vasco

CAPACIDADE DE SUPERAÇÃO

O técnico também afirmou que tem buscado trabalhar a confiança dos jogadores, que vinham em uma sequência sem vitórias. Neste ponto, disse que a resiliência e capacidade de enfrentar os momentos difíceis são fundamentais.

- Eu acho que tem muito o que ser ajustado, em determinados momentos a gente ainda oferece ao adversário uma ou outra situação, mas estamos evoluindo. Tenho falado muito com os jogadores, e hoje foi um momento muito bacana porque eles se sentiram mais convictos da atuação, eles vibraram muito no vestiário, comemoraram, com muito respeito ao nosso rival, mas foi o momento de extravasar um pouco esse sentimento que eles estavam de alguma forma guardando. Quando você tem uma sequência de insucessos, a gente começa a duvidar das nossas próprias capacidades, isso acontece com qualquer profissional, comigo também já aconteceu. Por vezes, somos muitos questionados, apanhamos muito, tomamos muita pancada, mas precisamos acima de tudo ser resilientes para poder enfrentar essas dificuldades. O que eu tenho colocado para eles é que o momento de dificuldade é para dar o passo em frente, não de encolher ou ficar receoso. É de enfrentar, a capacidade de enfrentamento talvez seja a principal virtude do ser humano.

> Confira a classificação da Série B do Brasileirão

UM LONGO CAMINHO PELA FRENTE

Mesmo apresentando bons resultados, Enderson Moreira destacou que ainda há muito o que melhorar, e ressaltou a importância de avaliar o time independente do resultado.

- A questão da confiança é muito importante. Quando você chega e é muito criticado, e os resultados não acontecem, a gente tem esse pensamento de que talvez não seja tão bom quanto realmente é, que a gente não tem capacidade. Então o resgate foi justamente esse e de mostrar pra eles quais são as minhas ideias. Eles vinham com o Chamusca fazendo coisas muito importantes, e claro que quando a gente chega em um trabalho sempre aproveitamos, é importante enaltecer isso. Tem coisas muito positivas que foram plantadas e que estamos ajudando a colher. [...] É isso que a gente tem desenvolvido no dia a dia. Não lamentar muito as derrotas e não ficar extremamente entusiasmado e achar que está tudo bom nos momentos de vitória e de sequência de vitórias. É importante manter os pés no chão para fazer a avaliação correta do que tem que melhorar, e temos muito a melhorar ainda - comentou.

Na próxima rodada, o Botafogo enfrenta a Ponte Preta, às 20h30, no domingo (8), também em casa. A partida será transmitida pelo Premiere FC e pelo Tempo Real do LANCE!

Últimas