Futebol Enderson fala sobre lance de possível pênalti não marcado para o Botafogo: 'A bola bateu no braço do atleta'

Enderson fala sobre lance de possível pênalti não marcado para o Botafogo: 'A bola bateu no braço do atleta'

Além disso, o treinador destacou que o Botafogo merecia um resultado diferente, mas, de acordo com ele, ainda é preciso ter mais concentração para aproveitar as oportunidades

Lance
Lance

Lance

Lance

Um lance polêmico marcou a derrota do Botafogo para o Operário por 1 a 0, no Estádio Germano Krüger, em partida válida pela 17ª rodada da Série B, nesta quinta-feira. Já nos acréscimos, após cobrança de falta, Gilvan cabeceou uma bola que bateu no braço do lateral-esquerdo Fabiano dentro da área. O árbitro, por sua vez, deixou a jogada seguir e não marcou a possível infração.

> ATUAÇÕES: Diego Loureiro falha no lance do gol e recebe a menor nota

Na entrevista coletiva, o técnico Enderson Moreira contou que, de onde estava, foi possível ter "uma noção clara" de que a bola havia batido no braço de Fabiano. Além disso, o treinador destacou que o Botafogo merecia um resultado diferente, mas, de acordo com ele, ainda é preciso ter mais concentração para aproveitar as oportunidades.

- A gente não tem controle sobre essas questões. Da posição que eu estava, a gente teve uma noção clara que a bola bateu no braço do atleta, mas é difícil. A gente tem o VAR e mesmo assim algumas situações são equivocadas - afirmou Enderson, que ainda completou.

- Eu acho que a gente merecia um resultado diferente, mas precisávamos estar concentrados para aproveitar essas oportunidades. Não podemos lamentar muito. Quando se perde não está tudo errado. Esse time tem muito a crescer ainda, temos a expectativa de entrar no G4. Espero que a gente possa voltar a vencer já no domingo - disse.

> Veja a tabela da Série B

Enderson Moreira também analisou o confronto. De acordo com ele, na etapa final, o Operário se recuou ainda mais, e o Botafogo tomou alguns erros de decisão. O técnico também frisou que o gramado encharcado dificultou a troca de passes por parte dos jogadores.

- É difícil poder criar alguma situação. No segundo tempo eles baixaram ainda mais as linhas, tivemos algumas boas possibilidades pelo lado, mas tivemos alguns erros na tomada de decisão. O gramado foi encharcando também, a chuva constante ficou mais difícil trocar passe.

- Também tem a ansiedade e nós acabamos cometendo erros. Buscamos até o fim, infelizmente a gente acabou sofrendo a derrota. A gente sabia muito bem que jogar aqui em desvantagem é complicado, eles evitam que o jogo tenha mais sequência. É preparar para a próxima partida.

Últimas