Futebol Em processo trabalhista, Manoel cobra R$ 1,2 milhão do Corinthians

Em processo trabalhista, Manoel cobra R$ 1,2 milhão do Corinthians

Zagueiro, que atuou pelo Timão na temporada 2019, entrou na Justiça do Trabalho contra o clube na última semana pedindo valores devidos de FGTS, férias, multa e outros encargos

Lance
Lance

Lance

Lance

O Corinthians ganhou mais um processo trabalhista na Justiça para a sua extensa lista. Desta vez o reclamante é o zagueiro Manoel, que atuou pelo clube em 2019. O jogador entrou na Justiça do Trabalho contra o clube na última semana, cobrando mais de R$ 1,2 milhão em valores devidos. A informação foi divulgada pelo "Meu Timão" e confirmada pelo LANCE!.

A quantia pedida por Manoel se refere ao pagamento do FGTS, multa por conta de atraso na quitação de verbas rescisórias, diferença de férias, honorários dos advogados, juros e correção monetária, além de outros encargos trabalhistas, que resultam em R$ 1.225.050,23. O processo corre na 23ª Vara do Trabalho de São Paulo e a primeira audiência está marcada para o dia 26 de novembro.

O zagueiro chegou a solicitar o saque antecipado da totalidade do saldo disponível em sua conta de FGTS vinculada ao Corinthians, mas a juíza responsável pelo caso, Lucy Guidolin Brisolla, não concedeu o pedido, com base em que não há previsão para isso no Código de Processo Civil.

Contratado por empréstimo de um ano junto ao Cruzeiro na temporada passada, Manoel defendeu a camisa do Timão em 59 partidas e marcou três gols, todos em clássicos: um contra o Palmeiras, um contra o Santos e um contra o São Paulo. Em sua passagem, conquistou o Paulistão-2019.

Últimas