Em momento financeiro delicado, Santos não descarta negociar atletas

Em busca de equilíbrio nas contas, diretoria santista admite que não há jogador inegociável no elenco

Lance

Lance

Lance

O Santos vive um momento financeiro delicado. Além da redução da receita, devido a pandemia do novo coronavírus, que paralisou o futebol brasileiro há mais de um mês, o clube é notificado pela Fifa por Atlético Nacional-COL e Hamburgo-GER, por pendências no pagamento dos zagueiros Felipe Aguilar e Cléber Reis, respectivamente.

Conforme apurou o LANCE!, para “estancar a sangria”, a diretoria admite a possibilidade de vender atletas e não considera nenhum ativo inegociável.

Atualmente, o Peixe está impedido de registrar novos jogadores, justamente pela dívida com o clube alemão. A preocupação para resolver esse problema tem a ver com o desejo de reforçar o elenco. Nomes tem sido avaliados diariamente pela comissão técnica.

O Alvinegro Praiano pretende recorrer a um emprestimo bancário para saldar parte da dívida com a equipe germânica, cedendo atletas por empréstimo para zerar o déficit, mesmo assim o buraco financeiro pode ser mais fundo, com a incerteza quanto ao retorno do futebol e as recorrentes cobranças de outras equipes por pendências financeiras em aberto.

Embora com as restrições de encontros presenciais e viagens, o Departamento de Futebol santista segue trabalhando à distância. Comandando por William Thomas, contatos telefônicos e por videoconferência estão sendo feitos, tanto com pessoas do clube, como o técnico Jesualdo Ferreira e o presidente José Carlos Peres, quanto com representantes de outras equipes.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini