Futebol Éder desconversa sobre futuro no São Paulo, mas desabafa: 'Não foi aquilo que eu queria'

Éder desconversa sobre futuro no São Paulo, mas desabafa: 'Não foi aquilo que eu queria'

Atacante foi responsável pelo único gol do Tricolor paulista no empate com o Corinthians, mas ressaltou incerteza sobre possível renovação

Lance
Lance

Lance

Lance

Éder foi o responsável pelo único gol do São Paulo no empate da equipe neste domingo (11) com o Corinthians, por 1 a 1. O jogador, que não marcava desde julho, balançou as redes após converter um pênalti ainda no primeiro tempo.

Galeria
> ATUAÇÕES: Éder desencanta e Felipe Alves salva empate do São Paulo

Tabela
> Veja tabela do Campeonato Brasileiro e simule os próximos jogos

Com as fases artilheiras de Calleri e Luciano, o jogador perdeu um pouco do seu espaço na equipe de Rogério Ceni nesta temporada. Dos últimos dez jogos do Tricolor paulista, o camisa 23 só entrou em campo em dois.

Ao 'desencantar' na tarde deste domingo (11), Éder falou sobre a importância de voltar a fazer gols - principalmente por romper este jejum em um clássico disputado em casa - e sobre o resultado.

- Sempre importante. Como você falou, fazia um tempo que eu não fazia gol e não jogava. É importante depois de um jogo igual de quinta-feira, que exigiu muito desgaste físico e mental, que o mister tenha mudado um pouco o time. Quando você joga com quase onze que não vinham jogando junto, você encontra dificuldades. Mas acho que fizemos um bom jogo, a gente precisava do ponto - disse.

Com as poucas chances recebidas, um novo debate revisita ao falar sobre o atleta. O contrato do jogador vai até o final desta temporada. Entretanto, ao ser indagado sobre seu futuro na equipe, o camisa 23 desconversou destacando 'ainda não ser o momento para isso', mas revelou que sonha com um segundo título vestindo a camisa do São Paulo, no caso, da Copa Sul-Americana.

- O futuro nunca conversei, cheguei no São Paulo ano passado, foi complicado depois da minha volta após 15 anos. Tive dificuldades esse ano, mas estou disponível para o mister Rogério, respeito as escolhas dele. Estou disponível. Ainda não conversei sobre meu futuro com a diretoria. Tenho máxima abertura com o Rui, Belmonte, mas acho que não é o momento. Em um ano e meio de São Paulo, meu sonho é sair daqui com dois títulos: o Paulista e a Sul-Americana - disse sobre seu futuro.

Sobre uma possível renovação, Éder reconheceu que poderia ter feito mais pela equipe, mas que não correspondeu da forma que imaginava. O atacante relembrou a questão física sofrida na última temporada. Por conta de um estiramento na coxa direita, o jogador ficou mais de um mês em tratamento no Departamento Médico.

- Queria fazer muito mais. Vim para o São Paulo para ajudar mais, mas sabia que teria dificuldades. Um grande jogador como William veio para o Corinthians, mas não conseguiu ser aquilo que ele é. Ano passado tive dificuldades físicas, esse ano estou bem. Joguei mais no Paulistão, começo do Brasileiro, mas por livre escolha do Rogério, estou sempre disponível para os minutos que ele me dá. Acho que não foi aquilo que eu queria, queria dar muito mais - concluiu.

Últimas